A gigante chinesa já havia ultrapassado a rival californiana no mercado europeu há alguns meses.

“A Xiaomi está crescendo seus negócios no exterior rapidamente”, afirmou o gerente de pesquisa da Canalys, Ben Stanton, em um comunicado à imprensa, observando que as remessas da Xiaomi aumentaram 300% na América Latina e 50% na Europa Ocidental, em comparação com o ano passado.

O sucesso da Xiaomi vem de um recente aumento de 83% nas remessas de smartphones, contra 15% da Samsung e apenas 1% da Apple.

Em sua entrada no mercado de smartphones de alto valor, a Xiaomi oferece um dos maiores sensores de câmera já instalados em um celular. No entanto, o preço médio de venda dos aparelhos da empresa permanece baixo em comparação com Samsung e Apple, o que os torna cada vez mais atraentes para os consumidores.

“Comparado com a Samsung e a Apple, o preço médio de venda é cerca de 40% e 75% mais barato, respectivamente", diz o relatório da Canalys.

Fonte/Arte: Canalys
Fonte/Arte: Canalys

A Huawei permaneceu por muito tempo no segundo posto, em acirrada disputa com a Samsung pelo primeiro lugar. Após as restrições americanas, a fabricante chinesa não está mais entre as cinco maiores do mundo.

Veja também: