O varejo é rua. O varejo é fluxo de loja, e fluxo de loja precisa do fluxo de rua.

Na NRF 2023 Retail’s Big Show, a maior feira de tendências de varejo do mundo, de tudo que foi mostrado, constatou-se que a essência do ramo ainda é a mesma.

A campanha presente nas esquinas traz informação e a granularidade necessária de presença do negócio e da marca.

O jornal FRONTLINER® impresso oferece as vantagens da distribuição gratuita somadas a facilidades distintas, como escolha de pontos de entrega e quantidade de exemplares, que agregam flexibilidade e eficácia à comunicação por alcançar o público local em larga escala e rapidamente.

Utilizando um formato mais prático, mais elegante, mais contemporâneo, buscamos maximizar a exposição dos produtos e serviços anunciados.

Tipicamente publicamos apenas 3 anúncios a cada 8 páginas. Oferecemos também uma opção super econômica de publicação de edições com um único anúncio, na página dupla central, com o local de distribuição determinado pelo cliente.

As edições regulares são compostas por notícias locais, nacionais e internacionais da atualidade sobre diferentes dimensões da vida social e do viver bem, incluindo economia e negócios, educação, cultura, comportamento, ciência e tecnologia, geopolítica, turismo, lazer e entretenimento, saúde, moda e beleza.

O anunciante é previamente informado sobre os assuntos cobertos na edição.

FRONTLINER® é um jornal impresso gratuito com circulação fracionada na cidade de São Paulo
FRONTLINER® é um jornal impresso gratuito com circulação fracionada na cidade de São Paulo

Para alavancar a comunicação com eficácia e economia, oferecemos as seguintes vantagens:

  • Circulação fracionada em São Paulo: ponto de entrega e quantidade selecionáveis
  • Marketing por geolocalização: perfil do público-leitor pré-determinado
  • Veiculação turbinada: público economicamente ativo
  • Máxima visibilidade: cada anúncio ocupa página inteira sem margens
  • Posição privilegiada: página determinada (2ª, 3ª e 4ª capas, dupla, ímpar)
  • Formatos diferenciados: sobrecapa, rodapé na 1ª capa
  • Competição Zero: peças de concorrentes não figuram no mesmo exemplar
  • Notícias de amanhã: conteúdo editorial exclusivo
  • Credibilidade: notícias indexadas no Google News e plataformas de clipping
  • Edições temáticas: datas especiais e eventos públicos e empresariais
  • Opção de uniformização e distribuição especial
  • A partir de R$ 0,25 por exemplar, cabe no seu orçamento sem desperdícios

Quer turbinar seu funil de vendas com uma estratégia de comunicação envolvendo jornal? Fale conosco e conheça mais sobre a nossa opção eficaz, flexível e econômica de veiculação de seus anúncios impressos.

Atendimento ao anunciante
comercial@frontliner.com.br

Questões Frequentes (FAQ)

Por que anunciar offline?

O jornal impresso é o meio com maior atenção exclusiva do público.

Estudos mostram que a mídia tradicional pode ser mais engajadora, e que leitores tendem a registrar melhor a informação veiculada em revistas e jornais impressos do que a partir de conteúdo online.

De acordo com a Pesquisa Brasileira de Mídia, a experiência com o jornal é a mais concentrada dos meios de comunicação de massa. Isso permite uma maior lembrança da marca ao chegar na etapa de decisão da compra.

Publicidade impressa veiculada na sobrecapa de um grande jornal pago de São Paulo. As peças apresentam informações publicitárias e anúncios de empresas das mais variadas atividades, incluindo gigantes da Internet, como Amazon, IBM e Youtube/Google.
Publicidade impressa veiculada na sobrecapa de um grande jornal pago de São Paulo. As peças apresentam informações publicitárias e anúncios de empresas das mais variadas atividades, incluindo gigantes da Internet, como Amazon, IBM e Youtube/Google.

Uma das razões por trás dos ótimos resultados com anúncios em jornal impresso é a versatilidade no funil de vendas. Ele pode ser utilizado desde o topo até o fundo, impulsionando as mais diversas ações de marketing.

Por que anunciar em nosso jornal gratuito?

O varejo é rua. O varejo é fluxo de loja, e fluxo de loja precisa do fluxo de rua.

A campanha presente nas esquinas traz informação e a granularidade necessária de presença do negócio e da marca. Entender o fluxo das ruas é fundamental.

O nosso jornal vai de encontro ao leitor, oposto ao modelo de difusão de esperar o consumidor chegar até o jornal, ampliando o alcance a novos leitores e ocasionais.

A nossa publicação é distinta dada às características únicas da nossa comunicação, massiva de alta concentração e não periódica, planejada para alcançar um público determinado em larga escala e rapidamente em ações de marketing localizadas.

Por ser um veículo de circulação dirigida, a distribuição pode ser concentrada em um público-alvo de perfil demográfico ou psicográfico de interesse do anunciante, ressaltando-se ainda a característica de serem pessoas economicamente ativas.

Notamos ainda que a conveniência do recebimento dos exemplares e o benefício da gratuidade são apreciados por leitores de notícias de todas as gerações.

Pesquisa global da Comscore de 2020 para mapear as diferenças dos hábitos de consumo das gerações X (40 a 60 anos), Millennial/Y (25 a 40 anos) e Z (menos de 25 anos), reafirmou a mídia tradicional como principal fonte primária de notícias.

Nas três gerações, no entanto, a maioria foi contra pagar pelo conteúdo jornalístico (85% na geração Z; 82% entre os millennials e 87% na geração X), diz a Comscore.

Credibilidade

Um estudo de 2022, do Instituto Reuters para o Estudo do Jornalismo (RISJ), mostrou que os jornais impressos de abrangência local registraram o segundo maior nível de confiança e o menor nível de desconfiança entre os veículos brasileiros, tradicionais e online, incluídos na pesquisa.

Ranking de confiança entre veículos selecionados para a pesquisa. © 2022 Reuters Institute for the Study of Journalism
Ranking de confiança entre veículos selecionados para a pesquisa. © 2022 Reuters Institute for the Study of Journalism

Consideramos o leitor capaz de emitir seus próprios comentários e conclusões sobre um tema específico. A proposta editorial do nosso jornal reflete essa posição com o mote "Retratamos árvores. Os nossos leitores visualizam a floresta".

Frontliner defende:

  • A independência do nosso jornalismo
  • A primazia da realidade – fatos em primeiro lugar
  • Respeito pelas opiniões e aqueles que as expressam
  • O direito de cada indivíduo formar suas opiniões

Cabe destacar que o nosso jornal impresso não adota pontos de vista políticos, religiosos e editoriais. Buscamos não chocar e não suscitar sentimentos ou reações negativas.

Frontliner é focado nas "notícias de amanhã"

O leitor está cansado das notícias de ontem.

A 11º edição do Digital News Report, com base em dados de 46 mercados, que representam mais da metade da população mundial, documenta que a conexão entre o jornalismo e grande parte do público está desgastada.

Pautas recorrentes e excesso de cobertura estão causando fadiga na audiência, alerta o Instituto Reuters.

"O jornalismo dominante é agora uma performance em rede social. O trabalho publicado funciona como um texto esotérico demonstrando fidelidade ao grupo 'por dentro' e hostilidade ao grupo 'por fora'. A questão não é mais narrar o que acontece no mundo, apenas criar um discurso sobre ele", avalia Aris Roussinos, da UnHerd.

Frontliner publica matérias originais que ainda serão notícia no Brasil.

Frontliner publica matérias originais que ainda serão notícia no Brasil.
Frontliner publica matérias originais que ainda serão notícia no Brasil.

Veiculação ao alcance de todos

A nossa proposta é que a oportunidade de veiculação de anúncios seja do alcance de empresas de diferentes portes e capacidades de investimento em comunicação.

Os negócios realizados entre Anunciantes e FRONTLINER, intermediados ou não por agências de publicidade, são regidos pelas Leis Federais nº4.680/1965 e nº 12.232/2010; pelo Decreto Federal nº 57.690/1966, alterado pelo Decreto nº 4.563/2002; pelas Normas-Padrão da Atividade Publicitária; e por todas as demais normas e leis aplicáveis.

Como protegemos a sua marca?

Para o Interactive Advertising Bureau (IAB), Brand Safety é a definição de como manter a reputação de uma marca protegida quando anuncia online. Na prática, isso significa evitar que anúncios apareçam ao lado de conteúdos sensíveis.

Frontliner considera que o conceito também se aplica para a mídia offline. O nosso anunciante é informado previamente sobre o conteúdo editorial (exemplo pdf); a exibição de cada anúncio é isolada, não sofrendo interferência visual de outras peças; e a edição não contém mensagens publicitárias de concorrentes.

As edições regulares de Frontliner são compostas por notícias locais, nacionais e internacionais da atualidade sobre diferentes dimensões da vida social e do viver bem, incluindo economia e negócios, educação, cultura, comportamento, ciência e tecnologia, geopolítica, turismo, lazer e entretenimento, saúde, moda e beleza.

Frontliner não publica pontos de vista religiosos, políticos, esportivos e editoriais. Esta restrição faz com que o jornal seja inteligível perante os leitores, não chocando ninguém e não suscitando sentimentos e reações negativas.

Também adotamos medidas para proteção do nosso veículo e leitores, tais como:

  • A mensagem publicitária deve ser veiculada de tal forma que o consumidor, fácil e imediatamente, a reconheça como tal. Neste sentido, ela será sempre identificada pela marca/empresa responsável.
  • Não publicamos anúncios que promovam loterias e equivalentes, jogos de azar, armas, munições, produtos fumígeros, bebidas alcoólicas e outros produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica, fogos de
    estampido e de artifício e mensagens impróprias em razão do conteúdo.
  • A publicidade de medicamentos, tratamentos e prevenção de saúde deve conformar-se à legislação e à autorregulamentação específicas.
  • Anúncios com distribuição gratuita de prêmios mediante sorteio, vale-brinde, concurso ou operação assemelhada deverão incluir o número da autorização oficial e listar os prêmios prometidos.
  • A venda à prestação deve indicar o preço do produto à vista, número e valor das parcelas, taxa de juros e encargos a serem pagos pelo consumidor.
  • Anúncios de filmes, peças teatrais, espetáculos e de entretenimento em geral devem, por exigência legal, informar de forma clara a classificação etária.

Sustentabilidade

Os exemplares do jornal Frontliner são impressos na Oesp Gráfica em impressora rotativa offset-coldset.

Desde 2010, a OESP Gráfica é certificada com o “selo verde” do FSC® (Forest Stewardship Council) para a sua Cadeia de Custódia, que atesta que o papel vem de florestas manejadas de forma ecologicamente correta, socialmente justa e economicamente viável, uma garantia que o jornal contribui para a proteção das florestas e o bem-estar do trabalhador florestal e industrial.

A certificação significa que toda a cadeia produtiva, desde a floresta que gera a fibra e a celulose para a produção do papel até a saída do jornal impresso no parque gráfico, tem um processo capaz de garantir que a matéria-prima utilizada para a fabricação de seus produtos seja proveniente de florestas certificadas pelo FSC®.

Em 2011, com o fim do fotolito, a empresa reduziu significativamente o consumo de solventes e energia, além de melhorar a qualidade da impressão. Isso foi possível graças a uma nova tecnologia, chamada computer-to-plate (Ctp). Além das mudanças que levaram à certificação da cadeia produtiva, as aparas da gráfica são vendidas para uma empresa de reciclagem, reduzindo as sobras do processo.

O papel jornal é e biodegradável e pode ser reciclado e reimpresso até sete vezes.