Para 2020, está previsto no Orçamento do Estado dotação de quatro milhões de euros em incentivos à aquisição de veículos elétricos por particulares e empresas.

“O Governo mantém ainda o desígnio de promoção da mobilidade elétrica, através da manutenção dos incentivos em vigor, nomeadamente o apoio à introdução no consumo de veículos com 0% de emissões através do Fundo Ambiental, com um reforço da dotação para 4 milhões de euros”, justifica o Governo.

Em 2019, esta medida teve um orçamento de três milhões de euros e apoiou a aquisição de 1086 automóveis, 148 motos e 1226 bicicletas, todos elétricos.

Em entrevista ao Dinheiro Vivo em novembro, o ministro João Matos Fernandes admitiu “reduzir o valor do incentivo [por veículo] para podermos conseguir ter mais veículos apoiados”.

Portugal é o único país da UE com um PIB per capita (€ 19.500) inferior a 20 mil euros onde os carros elétricos têm uma quota de mercado superior a 2%.

Há quase 20 modelos de carros elétricos à venda em Portugal.

Automóveis elétricos mais vendidos em Portugal em 2018

  • Nissan Leaf: 1593 unidades
  • Renault Zoe: 1305 unidades
  • BMW Série i3: 363 unidades
  • Smart ForTwo: 220 unidades
  • Citroën C-zero: 159 unidades

5 maiores mercados de automóveis da UE em 2018

  1. Alemanha – 69 mil veículos elétricos (VEs) –  2,0% de 3,4 milhões de carros vendidos em 2018 (PIB per capita € 41.000)
  2. Reino Unido – 60 mil VEs –  2,5% de 2,4 milhões de carros vendidos em 2018 (PIB per capita € 37.600)
  3. França – 46 mil VEs –  2,1% de 2,2 milhões de carros vendidos em 2018 (PIB per capita € 36.200)
  4. Espanha – 12 mil VEs – 0.9% de 1,3 milhão de carros vendidos em 2018 (PIB per capita € 26.200)
  5. Itália – 9,5 mil VEs – 0,5% de 1,9 milhão de carros vendidos em 2018 (PIB per capita € 29.000)

* Com dados e informações do Jornal de Negócios e Dinheiro Vivo

Veja também: