Pesquisadores das universidades de Yale e Rutgers descobriram que amostras de saliva proporcionam maior sensibilidade e consistência na detecção ao longo de uma infecção comparado ao teste nasofaríngeo, atual padrão ouro.

Segundo o CEO da Mendelics, David Schlesinger, o teste da saliva realizado em laboratório com o método PCR-LAMP é equivalente ao RT-PCR.

"Este é um teste com valor mais acessível que o RT-PCR, mas é equivalente a ele, com especificidade de 100% e sensibilidade de 80%”, afirmou ao Estadão.

O teste está sendo oferecido em mais de 700 farmácias selecionadas, espalhadas por 118 cidades dos estados de MG, PR, RJ e SP.

As unidades participantes podem ser encontradas no site do serviço MeuDNA, do grupo Mendelics, em pesquisa por CEP.

A coleta da saliva na farmácia pode ser agendada por telefone e o teste fica pronto em até 24 horas. Nas farmácias, o custo do teste é de R$ 150.

A saliva também pode ser autocoletada em casa, nos municípios de São Paulo, Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Osasco e Guarulhos. O resultado fica pronto em até 24 horas após o MeuDNA retirar a amostra. Essa modalidade de teste custa R$ 169, ou 12 x R$ 14.

* Com informações do Poder360, Estadão, Mendelics

Leitura recomendada:

Veja também: