A obra foi vendida em menos de quatro minutos. A oferta vencedora de US$ 170 milhões ficou abaixo da expectativa da Christie's, que esperava que os lances alcançariam US$ 200 milhões.

As taxas da casa de leilões elevaram o valor a ser pago em US$ 25 milhões, para US$ 195 milhões.

"Shot Sage Blue Marilyn", elaborado em 1964, foi considerado um troféu pelos colecionadores dadas suas cores eletrizantes. O rosto de Monroe, tirado de uma publicidade do filme Niagara, de 1953, é reformulado em rosa vívido, com lábios vermelhos e cabelo amarelo brilhante, contrastando com um fundo azul.

A obra é uma das cobiçadas “Shot Marilyns” de Warhol, uma série de estampas com o retrato da estrela em uma variedade de cores. Seu título refere-se a um incidente em que uma mulher atirou em uma pilha de quatro retratos de Marilyn no estúdio de Warhol com uma pistola.

O negociante de arte Larry Gagosian foi o licitante vencedor do leilão, mas não foi revelado o nome do comprador.

A obra foi vendida da coleção da Fundação Thomas e Doris Ammann, de Zurique. Doris Ammann morreu no ano passado e seu irmão faleceu em 1993.

Gagosian vendeu a imagem serigráfica para os irmãos Ammann em 1986.

A renda da venda beneficiará a fundação recém-criada, que fornece programas de saúde e educação para crianças, de acordo com a Christie's.

O leilão incluiu outras obras de Warhol, bem como de Basquiat, Cy Twombly, Francesco Clemente e Robert Ryman.

Uma pintura de 2003 da artista de New York Ann Craven foi vendida por US$ 680.000, muito acima da estimativa de US$ 20.000 a US$ 30.000.

Veja também: