Cadenas traz seis obras ao Brasil que revelam sua principal característica: um impactante efeito gerado ao produzir dois retratos diferentes em uma única pintura.

Cada retrato é uma obra independente, mas, no centro, as caraterísticas físicas das imagens se fundem, como se fosse uma terceira pintura.

0:00
/
Da juventude a maturidade

Essa escola artística, também conhecida como Cinetismo, é uma corrente do século XX que tem como característica principal a utilização de elementos visuais e técnicas destinadas a dar noção de movimento à obra.

Em telas que tratam do envelhecimento, o artista utiliza como inspiração uma avó e sua neta, capturando a relação afetuosa; uma criança de cinco anos, amiga de sua família, em contraponto com sua tia de noventa e cinco de idade; o retrato de um homem evoluir da juventude à maturidade; uma obra em que Marilyn Monroe se transforma em Albert Einstein; um quadro que une jovens figuras masculinas e femininas, destacando seus olhares da juventude, com todo um futuro pela frente; e uma tela com uma figura humana se sobrepõe transformando-se em um esqueleto, passando a ideia de que todos são fisicamente semelhantes.

O artista

A carreira artística de Sergi Cadenas sempre esteve ligada à sua formação profissional e de vida: o mundo do artesanato de ferro e o negócio familiar Ferros d'Art Cadenas, uma empresa de Girona com quase dois séculos de história.

Os trabalhos de ferro forjado de seu bisavô, Nonito Cadenas, podem ser vistos em muitas das obras arquitetônicas de Rafel Masó. Fiel à história da família, Sergi é atualmente um mestre artesão credenciado especializado na técnica de forjar, e muitas vezes trabalha em colaboração com diversos arquitetos da região de Girona.

Embora tenha estudado design e forjação artística no Guild of Locksmiths de Barcelona (1992 e 1993), sua abordagem ao mundo da pintura é absolutamente autodidata.

Através da experimentação, ele vem encontrando sua própria personalidade plástica, e atualmente se concentra na pintura a óleo para alcançar seu principal objetivo: a imagem tridimensional em uma superfície plana.  

0:00
/
Marilyn - Einstein (2021), de Sergi Cadenas

Farol Santander São Paulo
Exposição Sergi Cadenas – A imagem expandida
A atração tem curadoria do catalão Eudald Camps
Classificação etária: livre
Período: de 30 de setembro de 2022 a 8 de janeiro de 2023
Horário: terça a domingo, das 9h às 20h
Endereço: Rua João Brícola 24, Centro, São Paulo/SP
Ingressos: R$ 30 | R$ 15 (meia-entrada)

Inspirado no Empire State, o Farol Santander é um dos prédios mais altos do Brasil. Conhecido anteriormente como Prédio do Banespa, o Edifício Altino Arantes, localizado na região central da capital paulista, conta com diferentes espaços de visitação em seus 26 andares.

O ingresso dá direito a visitar o Hall (térreo), Loja da Cidade (térreo), Café do Hall (térreo), Espaço Memória (2º, 3º e 5º andar), Vista 360º por Vik Muniz do 4 (4º andar), as exposições (19º, 20º, 22º, 23º e 24° andar), Mirante e Café do 26 (26º andar), e o Boteco do 28 (28° andar). A visita não inclui a utilização da Pista do 21 (21º andar), Arena do 8 (8° andar), Loft do 25 (25° andar) e os espaços gastronômicos (Bar do cofre e Cozinha do 31).

O tempo de duração da visita ao Farol Santander é de 2h, não sendo permitido permanecer no prédio após esse periodo.