Atualização 18/04 - Uma carga com 574 mil testes de coronavírus, encomendada pelo Instituto Butantan, chegou na madrugada deste sábado (18) ao Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP).

O lote é parte da aquisição pelo Instituto Butantan de 1,3 milhão de kits sul-coreanos para confirmação de diagnóstico de Covid-19, ao custo total de R$ 85 milhões.

Segundo o Butantan, os restantes 574 mil kits devem chegar até o fim do mês.

O teste é do tipo Transcrição Reversa seguida de Reação em Cadeia da Polimerase (RT-PCR), que verifica se o RNA presente na amostra é o do coronavírus SARS-CoV-2.

Os kits vão ampliar a capacidade de processamento de exames em todo Estado e serão distribuídos gradativamente nas unidades que integram a rede de 34 laboratórios coordenada pelo Instituto Butantan.

Com o produto importado, o Governo de São Paulo espera reduzir a subnotificação de casos de Covid-19 no epicentro da doença no País.

De acordo com Dimas Covas, diretor do Instituto, essa carga de testes será suficiente para garantir exames em pacientes até julho. “No ponto de vista de insumos, estamos abastecidos. Agora, o próximo passo é fazer a rede funcionar a plena velocidade”.

Importação de máscaras

O Estado de São Paulo está importando da China 3 milhões de máscaras N-95, para as Unidades de Terapia Intensiva (UTI), e 15 milhões de máscaras cirúrgicas, ao custo total de R$ 63 milhões.

O primeiro lote com os produtos chineses deve chegar a São Paulo no domingo (19). A previsão é que a segunda remessa saia da China no dia 25 de abril.

* Com dados e informações do Governo do Estado de São Paulo, Exame

Leitura recomendada:

Veja também: