Implementado em 2011, o New Strategic Arms Reduction Treaty (New START) limita o número de ogivas nucleares e de meios de disparo que os Estados Unidos e a Rússia podem possuir. O acordo é considerado o único acordo de controle de armas remanescente entre as duas potências nucleares.

O tratado corria o risco de expirar depois que o Governo Trump se recusou a prolongá-lo sem pré-requisitos que foram considerados inaceitáveis ​​para Moscou.

Na semana passada, o presidente russo, Vladimir Putin, assinou um projeto de lei estendendo o acordo, depois que as negociações com Washington resultaram em uma extensão de cinco anos, sem quaisquer emendas ou acréscimos, preservando integralmente o tratado atual.

O Ministério saudou o avanço diplomático como uma "pedra angular da segurança internacional" e expressou esperança de que "deixaria para trás a tendência de desmantelamento dos mecanismos de controle de armas e não proliferação", que se tornaram predominantes durante anos de políticas americanas "destrutivas".

* Com informações do RT

Veja também: