Em vez de admitir que os lockdowns foram um erro, muitos na classe política, que inclui um número preocupante de profissionais médicos cujas posições e prestígio dependem do governo, afirmam que não podemos voltar à normalidade até que uma vacina contra o coronavírus esteja em ampla utilização.

Isso sugere que as pessoas entre a maioria dos americanos que não desejam ser vacinadas permanecerão confinadas ou serão forçadas a ser vacinadas contra sua vontade.

O ataque à nossa liberdade não terminará com a implantação e uso de uma vacina.

Moncef Slaoui, o conselheiro-chefe da Operação Warp Speed da administração Trump, uma "parceria público-privada" responsável pela produção e distribuição de uma vacina contra o coronavírus, disse que aqueles que receberem a vacina serão monitorados por "incrivelmente precisos ... sistemas de rastreamento”.

Slaoui também indicou que os gigantes da tecnologia Google e Oracle ajudarão o governo a manter o controle sobre os indivíduos vacinados. Portanto, o programa de vacinas levará a um aumento na vigilância governamental!

Slaoui é apenas o mais recente “especialista” a endossar o fato de forçar o povo americano a abrir mão do pouco que resta de sua privacidade para deter o coronavírus. O Dr. Anthony Fauci e Bill Gates recomendaram o desenvolvimento de um certificado digital para os vacinados contra o coronavírus. Pessoas sem o certificado teriam sua liberdade severamente restringida.

Aqueles que pensam que o novo sistema de vigilância será limitado ao coronavírus devem lembrar que os números do Seguro Social deveriam ser usados apenas para administrar o programa do Seguro Social.

Eles também devem considerar que a expansão da Lei PATRIOT de escutas telefônicas sem justificativa deveria se limitar a deter terroristas. No entanto, esses poderes têm sido usados para uma ampla variedade de propósitos. Sempre que o governo recebe o poder de abusar de nossos direitos por um motivo, ele inevitavelmente usará esse poder para abusar de nossos direitos também por outros motivos.

O certificado digital de Fauci and Gates poderá, e provavelmente será, expandido para incluir a prova de que os indivíduos receberam uma variedade de outras vacinas e tratamentos médicos. O certificado digital pode até mesmo se estender para monitorar as escolhas de estilo de vida de uma pessoa com o fundamento de que hábitos prejudiciais à saúde tornam a pessoa mais suscetível a doenças.

O certificado digital também pode ser vinculado ao programa REAL ID para negar aos indivíduos que não foram vacinados o direito de viajar. Também poderá ser combinado com um futuro sistema obrigatório E-Verify para negar a indivíduos não vacinados o direito de manter um emprego. Aqueles que consideram esta “paranóia” deveriam considerar que a Grã-Bretanha já está desenvolvendo um passaporte obscuro.

A liberdade perdida na “guerra contra covid” não será devolvida voluntariamente quando a ameaça do coronavírus terminar – presumindo que o governo algum dia pare de mover as traves do gol e declare que a ameaça do coronavírus acabou. Em vez disso, o povo deve estar preparado para retomar sua liberdade dos políticos. Felizmente, ainda temos a capacidade de fazê-lo por meios pacíficos de educar nossos concidadãos e pressionar nossas autoridades eleitas a reverter o curso. Devemos todos fazer o que pudermos para usar essas ferramentas pacíficas antes de entrarmos em um “inverno negro” de autoritarismo.

* Texto original: No Vaccine for Tyranny

Leitura recomendada:

Veja também: