A Prefeitura montará um hospital de campanha com capacidade para internar pelo menos 500 pacientes no Riocentro, principal centro de convenções da cidade do Rio de Janeiro, localizado em Jacarepaguá, na Zona Oeste.

O Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e os secretários municipais de Ordem Pública, Gutemberg Fonseca, e de Infraestrutura, Habitação e Conservação, Sebastião Bruno, visitaram o Riocentro nesta quarta-feira (18).

"Vocês podem ver as instalações aqui, têm banheiros, tem ar-condicionado. Quero agradecer também à concessionária que hoje toma conta do Riocentro, por nos ceder, por entender a situação grave que nós estamos passando", disse Crivella.

O hospital de campanha do Riocentro deverá ter apoio das Forças Armadas e do Governo Federal, que designará 400 médicos do Programa Mais Médicos.

"A nossa expectativa é de que, por conta do número que vem crescendo intensamente, a gente possa tirar (dos leitos das demais unidades de saúde e trazer para o Riocentro) os pacientes que precisam de cuidado médico, mas não estão com o coronavírus. Neste caso, eles vêm para cá e vão receber todo o acompanhamento médico e toda a estrutura", afirmou o Secretário de Ordem Pública.

Estado

O Governo do Estado do RJ anunciou que também vai recorrer à hospitais de campanha, com previsão inicial de operar três unidades, com 200 leitos cada, planejadas para atender exclusivamente pacientes infectados pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Os hospitais temporários estaduais serão montados no Parque dos Atletas, próximo ao Riocentro, no aeroclube de Nova Iguaçu, e em São Gonçalo.

* Com informações da Agência Brasil

Veja também: