O Governador João Doria e o  Secretário dos Transportes  Metropolitanos, Alexandre Baldy, anunciaram  nesta segunda-feira (3) a  retomada da expansão da Linha 2-Verde do  Metrô. A reativação será feita  com o início imediato dos projetos  executivos do trecho de 8,3 km e 8  estações, entre a Vila Prudente e a  Penha. A meta é iniciar as obras no  primeiro trimestre de 2020, quando  os projetos executivos estiverem  aprovados.

O Governo do Estado de São Paulo vai investir R$ 5,5  bilhões para a  elaboração dos projetos, desapropriações e execução das  obras civis do  trecho Vila Prudente a Penha. Parte deste valor já foi  utilizado na  desapropriação de 96,5% dos 226 imóveis necessários para a  obra.

O Metrô ainda vai elaborar a licitação para a aquisição de  22 novos trens para a Linha 2-Verde, sistemas de alimentação elétrica, sinalização e controle, telecomunicações, portas de plataforma e auxiliares.

Linha 2-Verde do Metrô. Expansão Vila Prudente-Penha (8,3 km). Foto: Governo do Estado de São Paulo

Novas estações

As estações a serem construídas  são: Orfanato, Água Rasa, Anália  Franco, Vila Formosa, Guilherme  Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva e  Penha. Com o novo trecho, será  possível transportar diariamente mais 377  mil pessoas na Linha 2-Verde,  que terá conexão direta com as linhas  3-Vermelha, 11-Coral (CPTM) e  15-Prata.

A ligação vai facilitar o deslocamento dos trabalhadores  que saem da  zona leste com destino às regiões da Paulista, sul e  sudoeste da  capital. Também é estimada a melhora na distribuição dos  passageiros  pela rede de transporte sobre trilhos, em especial nas  linhas 3-Vermelha  e 1-Azul.

“A expansão da Linha 2 é uma demanda  importante dos moradores da zona  leste e a retomada desse projeto é  resultado de um esforço de gestão  alinhado ao nosso compromisso para  melhorar a cada dia a prestação de  serviço aos passageiros”, diz  Alexandre Baldy.

“As estações serão entregues gradualmente. Na medida em que elas forem  sendo entregues, o Metrô vai atingir distâncias ainda maiores e facilitar  a vida das pessoas que na zona leste de São Paulo precisam chegar às suas casas e sobretudo aos seus trabalhos”, enfatiza o Governador João Doria.

Para a expansão da Linha 2, o Metrô dividiu os  trabalhos em oito  lotes e contratou a execução em 2014, por meio de  licitação. Os  contratos foram temporariamente suspensos, por causa das  restrições  orçamentárias e financeiras.

Quando concluída a  extensão até Penha, a Linha 2-Verde terá 23 km de  extensão, com 22  estações desde a Vila Madalena. Passará a ser a linha  de metrô mais  extensa de São Paulo, conectando-se diretamente com as  linhas 1-Azul  (Paraíso e Ana Rosa) 3-Vermelha (Penha), 4-Amarela  (Paulista), 5-Lilás  (Chácara Klabin), 15-Prata (Vila Prudente) e  11-Coral (Penha),  transportando mais de 1,1 milhão de pessoas por dia.