A receita nominal do varejo ampliado registrou variação de +5,2% frente a julho, +7,7% em relação a agosto do ano passado, +1% em 12 meses e -1,8% no acumulado do ano.

Variação (%) da receita nominal

Período Varejo (%) Varejo Ampliado (%)
Agosto 2020 / Julho 2020* +3,9 +5,2
Agosto 2020 / Agosto 2019 +10,1 +7,7
Média móvel trimestral* +5,9 +7,9
Acumulado 2020 +2,4 -1,8
Acumulado 12 meses +3,4 +1,0
*Série COM ajuste sazonal
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria

Variação (%) da receita nominal segundo grupos de atividade

ATIVIDADES 2020 / 2019 ACUMULADO
JUN JUL AGO NO ANO 12 MESES
COMÉRCIO VAREJISTA (1) +2,7 +8,8 +10,1 +2,4 +3,4
1 - Combustíveis e lubrificantes -24,5 -14,2 -10,0 -13,7 -9,6
2 - Hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo +13,7 +17,7 +12,4 +12,3 +9,7
2.1 - Super e hipermercados +15,5 +19,7 +13,8 +13,5 +10,4
3 - Tecidos, vestuário e calçados -43,9 -31,5 -8,3 -33,5 -19,5
4 - Móveis e eletrodomésticos +23,2 +25,5 +35,4 +5,0 +7,2
4.1 - Móveis +13,2 +20,0 +28,7 +0,6 +3,8
4.2 - Eletrodomésticos +27,9 +28,3 +39,6 +6,9 +8,7
5 - Artigos farmaceuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria +5,8 +12,9 +8,1 +6,2 +7,5
6 - Livros, jornais, revistas e papelaria -37,3 -22,0 -41,8 -26,9 -19,6
7 - Equip. e mat. para escritório, informatica e comunicação -6,4 +0,1 -5,2 -18,7 -11,3
8 - Outros artigos de uso pessoal e doméstico +5,0 +10,5 +20,1 -2,6 +2,2
COMÉRCIO VAREJISTA AMPLIADO (2) +0,1 +4,9 +7,7 -1,8 +1,0
9 - Veículos e motos, partes e peças -18,0 -14,6 -8,1 -19,2 -9,9
10- Material de construção +23,7 +24,0 +27,8 +6,9 +7,3
(1) O indicador do comércio varejista é composto pelos resultados das atividades numeradas de 1 a 8
(2) O indicador do comércio varejista ampliado é composto pelos resultados das atividades numeradas de 1 a 10
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio

Volume de vendas cresce em 25 das 27 unidades da federação

De julho para agosto, na série com ajuste sazonal, a taxa média nacional de vendas do comércio varejista mostrou aumento de +3,4%, com predomínio de resultados positivos em 25 das 27 unidades da federação, com destaque para: Acre (+16%), Rondônia (+13%) e Amapá (+12%). As quedas ocorreram em Tocantins (-2,4%) e no Rio Grande do Sul (-0,2%).

O comércio varejista ampliado, entre julho e agosto, cresceu +4,6%, com predomínio de resultados positivos em 26 das 27 unidades da federação, com destaque para: Piauí (+20%), Acre (+13%) e Sergipe (+10%). A única queda foi em Roraima (-1,4%).

Em agosto, cinco das oito atividades do comércio varejista registraram crescimento do volume de vendas frente ao mês anterior:

  • tecidos, vestuário e calçados (+30%);
  • outros artigos de uso pessoal e doméstico (+10%);
  • móveis e eletrodomésticos (+4,6%).
  • equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (+1,5%); e
  • combustíveis e lubrificantes (+1,3%).

Houve queda nos segmentos de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, perfumaria e cosméticos (-1,2%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-2,2%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-25%).

* Com informações do IBGE

Veja também:

Leitura recomendada: