O empresário e apresentador de TV, Carlos Massa, o Ratinho, confirmou  a aquisição em definitivo da frequência 92.9 FM, por R$ 50 milhões, e  disse que dentro de um mês irá assumir a emissora para transformá-la na  sede da Rede Massa FM.

"Estou bastante feliz. Era um sonho de  muito tempo ter uma rádio em São Paulo, a maior cidade do País. Hoje,  com muita felicidade, esse sonho está sendo concretizado", festejou  Ratinho.

Em março de 2017, o Grupo Estado comunicou o fim da  operação da Rádio Estadão, no ar desde 2011. Parte do conteúdo   jornalístico migrou para a Rádio Eldorado (107,3  FM). Na frequência  ocupada pela emissora, seria veiculada a programação da Feliz FM, da  igreja Comunidade Cristã Paz e Vida, voltada ao público evangélico.

A  chegada da Massa FM a São Paulo dependia de decisão da igreja em  relação ao direito de preferência de compra. Os religiosos tentaram  adquirir a emissora através de forte campanha de arrecadação junto aos  fiéis, mas não conseguiram levantar a quantia necessária para fechar o  negócio com o Grupo Estado.

Ratinho tem um  império empresarial no Paraná com 3 mil funcionários, mais que a emissora de Silvio Santos (2,3 mil).

A Rede Massa FM conta com 30 emissoras espalhadas pelo Paraná, Santa  Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Rondônia. Em  forte expansão, a rede inaugurou cinco afiliadas em maio e anunciou  novas emissoras para os próximos meses, incluindo uma FM em São José do  Rio Preto. Deve fechar 2019 com 40 emissoras e alcançar a marca de 4ª maior rede de rádio do Brasil.

Sonho antigo

Ratinho  nunca escondeu do público o desejo de contar com uma FM na capital  paulista, isso desde o inicio do projeto de rede da Massa FM em  Curitiba. O empresário e apresentador chegou a ventilar sobre a  aquisição da 92.9 FM, em entrevista realizada em 2018, quando a rede  inaugurou um escritório em São Paulo.

Antes, em 2017, Ratinho  criou expectativa no mercado ao anunciar a chegada da Massa FM,  convidando Leão Lobo e Decio Piccinini para fazerem parte da grade da  emissora. O Grupo Massa tentava comprar uma rádio FM em São Paulo desde  2012.

O apresentador, que também é dono de 5 emissoras de  televisão no Paraná, agora pretende trazer toda a sua inteligência para  São Paulo. “Tocar televisão é muito difícil e caro. Quero parar onde  estou, mas quero crescer na rádio FM. Queria a Rádio Estadão porque a  documentação é perfeita".

Ratinho se inspira no bilionário Bill Gates, criador da Microsoft,  para aumentar seu império. “Perguntaram para ele se o rádio iria acabar.  Ele respondeu: ‘Se a Internet acabar, o rádio vai noticiar'”, diz o  apresentador.

Bill Gates nunca confirmou a autoria da frase. Mesmo assim, Ratinho  acredita que o rádio, como meio de comunicação tem futuro se tiver boa gestão e programação variada.

“Rádio FM tem muito espaço se você entendê-lo. Rádio não pode ser só um  tocador de música ou um falador de notícia. Tem que ser um companheiro.  Se não for, não sobrevive. Minhas rádios dão prêmios, tocam músicas, falam notícias, fazem fofocas. Ela é viva”.

Por fim, o  apresentador comentou as mudanças na rádio Globo. “A  Rádio Globo errou,  na minha opinião, por querer achar que os meninos da televisão iriam  fazer a rádio. Não vão fazer. Deveriam ter chamado Eli Corrêa, Paulo  Lopes e fazer uma baita rádio. Escuto a Band News, sou fã,  mas está  ficando muito chata. O Reinaldo Azevedo é muito chato, dono da  verdade.  Não existe dono da verdade”, opinou.