O aumento da produção foi acompanhado pelo crescimento da utilização da capacidade instalada, que subiu 2 pontos percentuais em  relação a junho, alcançando 68% em julho. A utilização da capacidade instalada nas grandes empresas foi de 72%.  Nas médias, foi de 67% e, nas pequenas, de 61%.

O índice de intenção de  investimentos aumentou 1,7 ponto na comparação com julho e ficou em 54  pontos em agosto, 4,9pontos superior à média histórica.

As grandes empresas se mostraram propensas a fazer investimentos nos próximos seis meses. Nesse segmento, o indicador de intenção de investimento é de 61 pontos, superior à média brasileira.

Além disso, os empresários mantêm o otimismo, acrescenta a CNI. Os  indicadores de expectativas continuam acima dos 50 pontos, mostrando que  os industriais esperam o crescimento da demanda, das compras de  matérias-primas, do emprego e das exportações nos próximos seis meses.

Esta edição da Sondagem Industrial foi feita entre 1º e 13 de agosto  com 1.957 empresas. Dessas, 776 são pequenas, 704 são médias e 477 são  de grande porte.

* Com dados da Agência Brasil

Veja também: