Com novos casos de infecção diminuindo drasticamente nas últimas cinco semanas, a partir de 1º de junho a Suécia vai aumentar o número de espectadores em eventos desportivos e visitantes de museus e parques de diversões, bem como ampliar o horário de funcionamento de restaurantes, bares e cafés.

"Estamos começando a vislumbrar o começo do fim", disse o Primeiro-Ministro Kjell Stefan Löfven em entrevista coletiva nesta quinta-feira (27).

Löfven estava acompanhado pelo Ministro do Meio Ambiente e Vice-Primeiro-Ministro Per Bolund, a Ministra da Saúde Lena Hallengren, a Ministra da Educação Anna Ekström e o Diretor-Geral da Agência de Saúde Pública Johan Carlson.

"Estamos vendo agora uma redução acentuada na disseminação da infecção em quase toda a Suécia", disse Carlson. "São quedas de 30-40 por cento na semana passada. Isso é muito próximo ao que apresentamos em nosso cenário mais otimista um mês atrás".

Taha Alexandersson, vice-gerente de crise do Conselho Nacional de Saúde e Bem-Estar, disse que o número de pacientes hospitalizados caiu mais de um quarto em uma semana, com menos de 1.000 pacientes sendo tratados em hospitais em toda a Suécia. “Mas ainda é um número muito alto”, ressaltou.

A Ministra da Educação, Anna Ekström, informou que as universidades poderão retomar o ensino presencial a partir de 1º de junho.

Löfven anunciou um plano de cinco etapas para relaxar as restrições antes de removê-las inteiramente.

A partir de 1º de junho, as seguintes regras serão aplicadas:

  • Serão permitidas até 50 pessoas em cinemas, teatros e outros eventos internos com lugares sentados
  • Serão permitidas até 100 pessoas em eventos esportivos, culturais e outros eventos ao ar livre sem lugares sentados
  • Até 500 pessoas serão permitidas em eventos esportivos sentados, cultura e outros eventos ao ar livre
  • Serão permitidas até 150 pessoas em eventos de corrida,  natação e outras competições ao ar livre
  • A regra máxima de oito pessoas em eventos públicos não se aplicará mais aos mercados de objetos e roupas usadas, artesanato, e outros.
  • Liseberg, Gröna Lund, Skara Sommarland e outras atrações de parques de diversões permanentes terão permissão para uma pessoa por cada 20 metros quadrados
  • Bares e restaurantes poderão ficar abertos até 22h30
  • Acampamentos de verão para crianças serão permitidos
  • Pequenos torneios para crianças, internos e externos, serão permitidos

Na segunda etapa, em vigor em 1º de julho, o limite de eventos públicos aumentará para 50 pessoas em eventos internos sem lugares; 300 pessoas em eventos internos com lugares sentados; 600 em eventos externos sem lugares sentados; 3.000 em eventos externos com lugares sentados; e 900 em eventos de corrida ao ar livre. A Agência de Saúde Pública também removerá a recomendação de se socializar apenas com seu círculo mais próximo nesta etapa.

Na terceira etapa, agendada para meados de julho, será retirada a recomendação de uso de máscara facial no horário do rush no transporte público.

A quarta etapa deverá ocorrer em setembro e ainda não foi definida uma data para a quinta e última etapa, onde serão retiradas todas as restrições e recomendações restantes.

Até o momento, a Suécia administrou 4,9 milhões de vacinas, com 44% da população adulta recebendo uma dose – cerca de 16% estão totalmente vacinados.

* Com informações The Local

Veja também: