O uso de radares nas rodovias federais de todo o País está suspenso.
Foto: Fernando Oliveira/PRF

O uso de radares nas rodovias federais de todo o País está suspenso. A determinação para o Ministério da Justiça e Segurança Pública é do Presidente Jair Bolsonaro e foi publicada na edição desta quinta-feira (15) do Diário Oficial da União.

A portaria prevê a suspensão de radares estáticos, móveis e portáteis até que o Ministério da Infraestrutura reavalie a regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas.

O entendimento é o de que seja evitado o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade.

Segundo o Presidente Jair Bolsonaro, que falou nesta quinta-feira  (15) pela manhã, a medida deve começar a valer a partir da  segunda-feira, dia 19. Ele ainda explicou que os radares fixos – os  chamados pardais – não serão removidos.

O problema na  Justiça a que o Presidente se refere foi a decisão da juíza Diana Wanderlei, da 5ª Vara Federal de Brasília, que determinou a manutenção  dos contratos de monitoramento e a instalação de radares em cerca de 1,9  mil pistas do País.

Na época, o Ministério da  Infraestrutura chegou a suspender a instalação de novos sensores e anunciou uma análise rigorosa na instalação desses equipamentos. A estimativa é de que os contratos atuais cheguem a R$ 1 bilhão em cinco  anos.