A prisão foi realizada durante a operação Labaredas, deflagrada pela Polícia Civil paraense.

Dois  dos investigados, entre eles o que foi preso, são irmãos e donos da  fazenda Ouro Verde, em São Félix do Xingu. O terceiro é o gerente da  propriedade, que fica dentro da Área de Proteção Ambiental Triunfo do  Xingu.

De acordo com as investigações, o grupo já derrubou e tocou fogo em mais de 5 mil hectares de área desmatada.

A  polícia também cumpriu mandados de busca e apreensão na capital goiana;  nas casas dos investigados em Redenção, no Pará; e na sede da fazenda  em São Félix do Xingu, onde foram encontrados trabalhadores em condições  semelhantes à escravidão.

Os três suspeitos vão  responder pelos crimes de danos em área de proteção ambiental, poluição  ambiental, queimadas e associação criminosa.