O Departamento de Estado americano passou a requerer de quase  todos  os solicitantes de visto que prestem informações sobre suas  contas em  redes sociais e outros detalhes pessoais, como todos os  endereços de e-mail utilizados.

Cidadãos de 38 países e  territórios são autorizados a viajar sem  visto para os Estados Unidos a  passeio ou negócios por até 90 dias.

No entanto, necessitam de  visto solicitantes que planejem estadias  mais longas, cidadãos de  outros países e territórios e quem pretenda  imigrar para os Estados  Unidos.

A União Americana de Liberdades Civis criticou a medida,  com o  argumento de que ela terá efeito desencorajador sobre a liberdade  de  expressão. Para a entidade, é muito provável que, cientes de serem   observadas pelo governo, as pessoas passem a se autocensurar online.