A Passaredo anunciou nesta quarta-feira (21) a compra de 100% do controle societário da MAP Linhas Aéreas, sexta maior companhia brasileira de aviação, com voos regulares para 14 municípios dos estados do Amazonas e do Pará. O valor do negócio não foi informado.

A MAP detém 0,1% do mercado doméstico. A Passaredo possui 0,3% de participação.

A Passaredo, que operava 5 aviões e 14 destinos, com a aquisição passa a ter 26 slots no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, 11 aeronaves e 28 destinos. Três dos seis aviões da MAP serão remanejados da Região Norte para operar em Congonhas. Três novas aeronaves devem ser incorporadas até o final do ano, elevando a frota para 14 aviões, para cumprir a meta de atender 37 cidades em 2019.

“Já estamos preparados para o início dos voos em São Paulo em 27 de outubro, e em breve lançaremos a nova malha na capital paulista”, disse a empresa em comunicado.

Os destinos iniciais da companhia regional serão o interior de São Paulo, além de Minas Gerais, Paraná e Mato Grosso do Sul.

Além da aquisição, a Passaredo anunciou uma nova marca e identidade visual, a VoePass. Já a MAP Linhas Aéreas, mantém a marca e as operações independentes na região Norte. Com a operação, a Passaredo passou a ter 800 funcionários, 500 da empresa e 300 da MAP.

MAP

Segundo a Passaredo, o objetivo é manter todas as operações da MAP, assim como todos os postos de trabalho nas bases operacionais e na sede em Manaus.

“Sempre tivemos muito interesse na  Região Norte, mas a dificuldade logística nunca permitiu nossa expansão para aqueles mercados. Agora, com uma estrutura completa em Manaus,  inclusive de manutenção, poderemos dedicar uma frota de aeronaves para assumir as operações regulares no Norte”, disse o presidente da Passaredo.

Com seis anos de atuação na região Norte, a MAP Linhas Aéreas é a  sexta maior companhia brasileira de aviação. A empresa mantém voos regulares para 14 municípios dos estados do Amazonas e do Pará.

No Amazonas, a MAP atende a capital, Manaus, além de Parintins,  Lábrea, Carauari, São Gabriel da Cachoeira, Barcelos, Tefé, Eirunepé e  Coari. No Pará, tem voos regulares para Belém, Porto Trombetas,  Santarém, Itaituba e Altamira. Com quase 300 funcionários diretos,  transporta por ano mais de 140 mil passageiros.

A MAP é uma empresa de origem amazonense, tendo como diretor-presidente o comandante Marcos Pacheco. A companhia possui uma frota de três aeronaves modelo ATR 42, com capacidade para transportar 40 passageiros, e três aviões ATR 72, para até 66 pessoas. As aeronaves  atendem ao perfil de operação da região Norte.