A fala polêmica aconteceu na visita de seminaristas ao Papa, durante a gravação de um documentário da BBC sobre o Il Pontificio College Scozzese (Scots College).

A filmagem do encontro do Papa com os seminaristas foi autorizada com a concordância da produtora que o Vaticano poderia fazer cortes.

Priest School será exibido pela BBC Scotland neste domingo (19) sem as cenas que incentivam o consumo de uísque e promovem uma marca, vetadas pelo Vaticano.

A filmagem mostrava Francisco recebendo uma garrafa de uísque Oban 18 anos de seminaristas escoceses, mas o Vaticano insistiu que cena do Papa com o uísque fosse cortada do documentário. Reprodução
A filmagem mostrava Francisco recebendo uma garrafa de uísque Oban 18 anos de seminaristas escoceses, mas o Vaticano insistiu que cena do Papa com o uísque fosse cortada do documentário. Reprodução

O programa procura responder o que faz os jovens escoceses, que vão de ex-estudantes de Direito, professores, DJs e marinheiros mercantis, decidirem abandonar suas carreiras convencionais e se voltarem para uma vocação como o sacerdócio, e a quais obstáculos eles podem enfrentar ou ter que se adaptar.

O diretor Tony Kearney, cuja Solus Productions produziu o documentário para a gigante britânica, acompanhou os seminaristas escoceses durante 18 meses em 2018 e 2019.

"Conseguimos acesso raro a uma instituição antiga e como é o treinamento para ser padre – nunca vimos isso antes", disse Kearny. Em média, apenas um terço dos seminaristas chega ao sacerdócio, e não é raro apenas um ser ordenado após sete anos de estudos e treinamentos.

“São pés no chão, caras comuns que gostam de uma bebida, gostam de futebol e vivem vidas comuns", avalia Kearny.

“Filmamos os seminaristas reunidos com o Papa no Palácio Apostólico. Um deles foi encarregado de dar ao Papa uma garrafa de malte, porque eles sabem que ele gosta de uísque", conta Kearny.

Kearny não revela se a idéia foi dele, para enriquecer o documentário, ou se a produção comprou a fina bebida, mas o que sucedeu surpreendeu a todos.

"Em vez de entregá-la ao assistente, como faria normalmente com um presente", descreve Kearny, o Papa Francisco "levantou a garrafa e disse 'Questa e la vera acqua santa', que significa 'Esta é a verdadeira água benta'”, provocando uma gargalhada geral entre os presentes.

"Ele riu com gargalhadas e foi uma maneira de quebrar o gelo com os alunos, deixando todos à vontade", disse Kearny.

Quando os arquivos da gravação retornaram do Vaticano, a cena tinha sido cortada.

"No começo, isso nos incomodou muito, mas eles insistiram que não queriam que o Papa fosse visto endossando uísque", diz Kearny. “É uma pena, porque não creio que a cena seria negativa para o Papa. Pelo contrário, mostra seu lado humano e bem humorado”.

O especializado Infovaticana contesta a versão de Kearny, afirmando que o que o Papa realmente disse foi que o uísque é "a verdadeira água da vida" e que o termo uísque vem do gálico escocês "uisge beatha", que significa "água da vida".

* Com informações Daily Record, InfoVaticana, BBC Scotland

Veja também: