A declaração da Organização Mundial de Saúde (OMS) ocorre em meio aos avisos da entidade sobre “a persistente desigualdade na distribuição global de vacinas”, com o organismo internacional de saúde afirmando que os passaportes covid apenas promoveriam ainda mais a desigualdade da liberdade de movimento.

A OMS recomenda que os países imponham medidas de quarentena para viajantes internacionais e introduzam “abordagens coordenadas, limitadas no tempo, baseadas em risco e baseadas em evidências para medidas de saúde”.

As preocupações sobre a desigualdade que seria causada pelo uso de passaportes covid foram provocadas por nações mais ricas que compraram vacinas, enquanto os demais países ficaram sem doses suficientes para vacinar sua população com eficácia.

* Com informações da Organização Mundial de Saúde (OMS)

Leitura recomendada:

Veja também: