O objetivo é identificar os vírus respiratórios circulantes, monitorar o atendimento dos casos hospitalizados e óbitos para subsidiar decisões das autoridades de saúde.

Os testes para coronavírus serão realizados em pessoas que não viajaram ao exterior nem tiveram contato com casos confirmados. Serão investigados os pacientes internados em cidades com casos já confirmados de coronavírus e que apresentam quadro grave, ou seja, Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

A outra situação é a realização dos testes para coronavírus em pacientes com gripe leve, ou seja, Síndrome Gripal (SG), atendidos nas Redes Sentinela, presentes em postos de saúde, policlínicas e hospitais. Nessas unidades de saúde, os quadros gripais já são regularmente testados por amostragem para diversos vírus, e agora também serão testados para coronavírus em cidades com casos confirmados.

As testagens serão realizadas tanto na rede pública de saúde como na privada.

* Com informações do Ministério da Saúde

Veja também: