O projeto será conduzido pelo Pátria Voluntária, programa de incentivo ao voluntariado do Governo Federal, com a participação, na esfera do poder público, do Ministério da Cidadania, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e da Secretaria de Governo da Presidência da República. As iniciativas de voluntariado serão realizadas pela plataforma Transforma Brasil, que reúne uma rede de 500 mil voluntários em todo o País.

O projeto iniciará com duas frentes: uma com foco em doações de bens, como cestas básicas e itens de higiene pessoal, e outra na seleção de organizações da sociedade civil e pessoas físicas para atuarem na execução das iniciativas, direto com os beneficiários.

As contribuições ao projeto e o cadastramento de organizações podem ser realizadas na página transformabrasil.com.br e na plataforma patriavoluntaria.org.

Serão priorizados os idosos em situação de vulnerabilidade e em asilos, as pessoas ccom deficiência atendidas por organizações da sociedade civil, e a população em situação de rua.

O atendimento acontecerá em todos os estados brasileiros.

A primeira empresa a contribuir para o projeto foi a Casas Bahia, com a doação de 1.000 camas com colchão.

Na solenidade de lançamento do novo programa, a Presidente do Conselho do Programa Pátria Voluntária, a Primeira-Dama Michelle Bolsonaro, afirmou que é um momento de união e solidariedade.

“Hoje nos reunimos com o objetivo de renovar a esperança e a fé no coração de cada um dos nossos brasileiros nesse momento de crise. Por meio da união, da solidariedade vamos apoiar os mais necessitados. Com o lançamento do projeto Brasil Acolhedor por meio do Governo Federal e a união com a sociedade civil, nós reafirmamos nosso compromisso de não deixar ninguém para trás. Vamos vencer esse desafio juntos e, para vencermos, precisamos permanecer no caminho do acolhimento, do voluntariado e do amor”, disse Michelle Bolsonaro.

* Com informações da Agência Brasil, Correio Braziliense

Veja também: