A marca que representa a história das lojas de departamento no  Brasil, voltará ao varejo com vendas online da Blue Group, braço  Internet da Marabraz.

A plataforma vai comercializar 15 mil itens,  com destaque aos produtos de cama, mesa e banho, utilidades domésticas,  móveis e  decoração. Segundo Abdul Fares, sócio-diretor financeiro da  Marabraz, o investimento é de mais de R$ 4 milhões.

Entre as  novidades, haverá uma linha de móveis exclusiva Mappin com  produtos  multiuso, como cadeiras que viram estantes e gavetas que se  transformam  em bancos.

Para o segundo semestre, a empresa anunciou a estreia  de um marketplace, que deverá ter participação de grandes fabricantes e  catálogo com mais de 500 mil itens.

Mappin em 1920

A marca Mappin chegou ao Brasil em 1913 como filial da inglesa Mappin  Stores. Inicialmente uma loja de luxo, depois da Segunda Guerra foi  vendida e adotou um modelo popular em um prédio na Praça Ramos de  Azevedo, de propriedade da Santa Casa, que veio a ser ocupado pelo Extra  Mappin, e onde atualmente funciona uma unidade das Casas Bahia.

Apesar  dos esforços de Ricardo Mansur, o último controlador, a Mappin faliu em  1999. A marca, avaliada em apenas R$ 12 milhões para o leilão judicial  ocorrido em 2010, foi arrematada pela Marabraz por menos de R$ 5 milhões. Triste fim para uma organização que alcançou sucesso por décadas e  resistiu a 2 guerras mundiais, variadas crises politicas e econômicas,  hiperinflação, planos econômicos mirabolantes.

A Marabraz é  especializada em móveis residenciais e tem por alvo as  classes C, D e  E. No total, possui 130 unidades na capital paulista, na Baixada  Santista, no Vale do Paraíba e em municípios da Grande São Paulo.