O agendamento online é recomendável em todos os locais. Para fazer  a  biometria, é necessário levar documento oficial de identificação   original, comprovante de residência dos últimos três meses e o título,   caso tenha. Os prazos para fazer a biometria variam entre agosto e   dezembro de 2019, dependendo da cidade.

Restrições

Quem  não fizer a biometria no prazo definido pode ter o título de  eleitor  cancelado, o que impede o eleitor de votar. Além disso, sem o  título o  cidadão não pode ser empossado em concurso público, obter  passaporte ou  CPF (Cadastro de Pessoa Física), renovar matrícula em  estabelecimento  de ensino oficial, obter empréstimos em estabelecimentos  de crédito  mantidos pelo governo, participar de concorrência pública e  praticar  qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar  ou  imposto de renda.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Estado  de São Paulo, a  biometria já foi concluída em 107 municípios. Cidades  que ainda não  estão na lista com prazo definido serão incluídas em  breve.

“Mesmo nas cidades em que a obrigatoriedade ainda será  implementada,  vale a pena o eleitor se adiantar e já fazer a biometria  para evitar  filas e outros transtornos”, diz o TRE-SP.

Para ver a lista das cidades que participam do plantão basta acessar.

Consulta

Para  consultar a situação de sua inscrição o eleitor pode acessar os  sites  do TRE e TSE, ir ao cartório eleitoral ou telefonar para a Central  de  Atendimento ao Eleitor do TRE-SP, no 148. O custo é de uma ligação   local para todo estado de São Paulo.

O TRE-SP reforça que a  Justiça Eleitoral não se comunica por e-mails.  Os eleitores que  receberem qualquer mensagem eletrônica sobre  cancelamento de título  eleitoral devem ignorar a comunicação e apagá-la  imediatamente.