As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e  para o  Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies) poderão ser feitas  de 25  de junho a 1º de julho, na internet. O edital dos programas foi publicado hoje (31) no Diário Oficial da União.

O  resultado da pré-seleção na modalidade Fies ou na P-Fies será   divulgado em 9 de julho. No primeiro caso, o resultado será constituído   de chamada única e de lista de espera. A pré-seleção dos participantes   da lista de espera ocorrerá no período de 15 a 23 de julho. Já o  P-Fies  terá apenas a primeira chamada.

Em ambos os casos, para  concorrer a uma vaga, é necessário que o  candidato tenha feito uma das  edições do Exame Nacional do Ensino Médio  (Enem), a partir de 2010, e  tenha obtido nas provas uma média igual ou  superior a 450 pontos.  Precisa ainda ter tirado nota acima de zero na  redação.

Para  obter o financiamento, o interessado deve ter renda familiar  mensal  bruta per capita de, no máximo, três salários mínimos por pessoa e  estar  matriculado em um curso superior cadastrado no programa e que  seja  reconhecido pelo Ministério da Educação. Candidatos inadimplentes  com o  programa ou que já tenham sido contemplados anteriormente não  podem  participar.

ProUni e Sisu

Além de  participar do Fies, os estudantes podem usar a nota do Enem  para  concorrer a vagas em instituições públicas de ensino superior pelo   Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As inscrições do Sisu poderão ser   feitas de 4 a 7 de junho. Podem participar do Sisu, os estudantes que   fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 e   obtiveram nota na redação acima de zero.

Os estudantes  interessados já podem consultar, na página do programa,  as vagas  disponíveis nas instituições e cursos oferecidos na edição do Sisu do segundo semestre.

Também  é possível concorrer a bolsas de estudos em instituições  privadas de  ensino superior pelo Programa Universidade para Todos  (ProUni). As  inscrições poderão ser feitas de 11 de junho a 14 de junho  pela  internet, no site do Prouni.   As bolsas de estudo ofertadas são parciais, de 50% do valor da   mensalidade, e integrais, de 100%, e são para o segundo semestre deste   ano.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda  familiar  bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas  parciais  contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per  capita de  até 3 salários mínimos.

Além disso, cada estudante  precisa ter cursado o ensino médio  completo em escola pública ou em  instituição privada como bolsista  integral. Também podem participar do  programa estudantes com deficiência  e professores da rede pública.

Os  candidatos precisam ter participado do Exame Nacional do Ensino  Médio  (Enem) 2018 e ter obtido uma nota mínima de 450 pontos na média   aritmética das notas obtidas nas provas do Enem.

Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

* Edição: Maria Claudia