Os dados foram divulgados hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No período analisado, foram abatidas 8 milhões de cabeças de  bovinos, com uma produção total de 2 milhões de toneladas de  carcaças, uma alta de 3,6% em relação ao primeiro trimestre e de 5,5% em  comparação com o segundo trimestre de 2018.

O de suínos chegou a 11 milhões de cabeças, chegando ao peso  acumulado das carcaças de 1 milhão toneladas, uma alta de 2,5% em  relação ao trimestre anterior e de 4,3% em relação ao mesmo período do  ano passado.

Já o abate de frangos alcançou 1,5 bilhão de cabeças, com peso  acumulado de 3,5 milhões de toneladas. Na comparação trimestral, o  número representou queda de 1,0% e na comparação anual o acréscimo foi  de 0,4%.

A produção de leite cru foi 6 bilhões de litros, aumento de  7% em relação ao ano anterior.

A aquisição de couro cru bovino foi de 8,5 milhões de peças inteiras  no segundo trimestre de 2019, aumento de 1% ao registrado no segundo trimestre de 2018.

A produção de ovos de galinha alcançou 930 milhões de dúzias, um  crescimento de 2% na comparação trimestral e de 6% na anual.

Os números divulgados pelo IBGE reforçam indicios anteriores que o consumo de alimentos está aumentando no Brasil.