O HarmonyOS é amplamente considerado como o plano B da Huawei para substituir o sistema operacional Android, em meio a disputa comercial entre EUA e China.

A Huawei deve estrear a versão para smartphone do seu sistema operacional HarmonyOS em seu aparelho P40, que deve ser lançado em março do próximo ano, disse a empresa de tecnologia chinesa ao Global Times neste domingo (8).

"Se não for permitido [pelo governo dos EUA] o uso do Android, consideraremos o uso do nosso próprio HarmonyOS. De fato, nosso sistema operacional está pronto", disse Richard Yu Chengdong, chefe do setor de consumo da empresa, em uma coletiva de imprensa na exposição de eletrônicos de consumo IFA 2019 em Berlim, Alemanha. Contudo, a substituição do Android não estaria definida. "Ainda estamos considerando decisões e cooperação relevantes", afirmou o executivo no evento, que começou nesta sexta (6) e se estende até a próxima quarta-feira.

Questionado se a Huawei venderá o chipset Kirin, desenvolvido pela empresa, para outros fabricantes, Yu disse que a Huawei ainda está discutindo o assunto. "Nós produzimos apenas para uso próprio no momento, mas estamos considerando vender o chip para [players de] outros setores, como Internet of Things (IoT). Estamos ponderando sobre essa possibilidade".

Na última sexta-feira (6), a Huawei apresentou em Pequim o seu mais novo system-on-chip 5G chipset, nomeado Kirin 990, considerado pela empresa uma importante inovação tecnológica e sob ataque intenso dos EUA.

* Com informações do Global Times

Veja também: