O leilão da 6ª Rodada de Concessões Aeroportuárias consistiu de três blocos:

  • Sul (12,4 milhões de passageiros/ano): aeroportos de Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Navegantes (SC), Londrina (PR), Joinville (SC), Bacacheri (PR), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS).
  • Central (7,3 milhões de passageiros/ano): aeroportos de Goiânia (GO), São Luís (MA), Teresina (PI), Palmas (TO), Petrolina (PE) e Imperatriz (MA).
  • Norte I (4,6 milhões de passageiros/ano): aeroportos de Manaus (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC), Tabatinga (AM), Tefé (AM) e Boa Vista (RR).

A Companhia de Participações em Concessões, do grupo CCR, arrematou os blocos Sul (R$ 2,1 bilhões) e Central (R$ 754 milhões).

A francesa Vinci Airports, que opera o aeroporto de Salvador, arrematou o bloco Norte I (R$ 420 milhões).

O governo prevê realizar até dezembro a relicitação do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, em Natal. Para 2022, está previsto o leilão da 7ª rodada, que incluirá os aeroportos Santos Dumont (RJ) e Congonhas (SP).

* Com informações da Agência Brasil

Veja também: