De 2002, quando o Serviço de Estatística  da União Europeia (Eurostat) começou a contabilizar dados continentais, a  2017, o número de cidadanias concedidas aumentou mais de 800%.

Enquanto 2.422 brasileiros obtiveram uma segunda nacionalidade  europeia em 2002, por descendência, tempo de residência ou casamento, em  2017 foram 22.503.

Nesses 15 anos, 170.187 brasileiros obtiveram  cidadania de um dos 33  países europeus analisados, dos quais a maioria integra a União  Europeia.

O número de brasileiros que receberam uma cidadania europeia saltou  150% somente entre 2007 e 2008. Até então, a Alemanha era o país que  mais aprovava pedidos, e foi aí que Portugal passou a liderar os casos.