O Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse hoje (5) que, depois de quase 70 dias de afastamento social devido à pandemia de coronavírus SARS-CoV-2, “é um imperativo as atividades voltarem”.

"O número de óbitos hoje, incluindo todas as causas, está em torno de 240 óbitos por dia. O histórico é 180, nós já tivemos 350, 370, 380 óbitos por dia, quando a nossa média é essa, 170, 180. Mas caiu, desceram muito. Esses 240 óbitos/dia que tivemos esta semana, se você for olhar, coronavírus e suspeitos são menos do que outras morbidades".

O prefeito defendeu o plano de reabertura da economia e das atividades na cidade.

“Eu peço a compreensão de todos, é assim que ocorreu em outros países. Todos os nossos parâmetros estão sendo medidos dia a dia. Se por acaso tivermos um efeito colateral não previsto ou alguma coisa que não esteja de acordo com o planejamento, nós voltamos atrás, sem problema nenhum, voltamos a fechar, voltamos a fazer o afastamento social nos níveis que eram antes. Essas seis fases são bem devagarzinho. Por exemplo, comércio, que foi a área mais afetada, nessa semana só abriram as agências de automóveis e as lojas de móveis, que são espaços enormes, onde entram pouca gente, que normalmente não têm aglomeração”.

Transporte intermunicipal

O transporte intermunicipal de passageiros no Estado do Rio de Janeiro será retomado parcialmente, a partir deste sábado (6), como medida de flexibilização da quarentena. A determinação consta em decreto do Governador Wilson Witzel, publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (5).

Entre as restrições, estão a lotação máxima de assentos disponíveis nos ônibus intermunicipais e nas barcas que fazem a ligação com o Rio, ficando proibido passageiros viajarem em pé. Para trens e metrôs, ficou definido que só poderão transportar 50% do número de passageiros. Todos os passageiros e funcionários das empresas concessionárias deverão utilizar máscara e deverá ser ofertado álcool em gel ou outro produto desinfectante aos usuários.

A exceção da liberação é o transporte intermunicipal dos municípios de Barra Mansa, Pinheiral e Volta Redonda. Nessas cidades, permanece restrita a circulação de ônibus intermunicipal, ônibus fretado e vans nas conexões com outras cidades. O transporte coletivo entre os três municípios está mantido.

* Com informações da Agência Brasil

Leitura recomendada:

Veja também: