“É uma reação do Governo do Estado de São Paulo para estimular a economia do estado. Também estamos tomando providências ligadas ao agronegócio, que serão anunciadas na próxima semana”, afirmou o Governador.

As linhas de crédito anunciadas terão taxas de juros reduzidas e prazos para pagamento e de carência ampliados.

Banco do Povo

O Banco do Povo Paulista, instituição financeira do governo paulista voltada para micro e pequenos empreendedores, destinará R$ 25 milhões com taxa de juros de 0,35% ao mês e prazo de pagamento de até 36 meses, com até 90 dias de carência.

"Serão linhas de crédito de até 20 mil reais para estimular o micro e o pequeno empreendedor", explicou João Doria.

Exemplos de empréstimos com juros de 0,35% ao mês. Fonte: © Banco do Povo Paulista
Exemplos de empréstimos com juros de 0,35% ao mês. Fonte: © Banco do Povo

“O Banco do Povo já oferece a linha de microcrédito com as menores taxas  do mercado, mas entendemos que nesse momento é importante dar um impulso adicional”, disse Patrícia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo.

O empréstimo será concedido a vários tipos de empresa, "inclusive sem avalista no limite de até R$ 6 mil", disse Ellen.

Desenvolve SP

A agência estadual de fomento abrirá uma linha especial de crédito de R$ 200 milhões.

O Secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, destacou que a Desenvolve São Paulo já opera com juros abaixo do mercado, mas a nova linha contará com taxas ainda mais baixas.

  • Os empréstimos para capital de giro, disponíveis para empresas paulistas com faturamento anual entre R$ 81 mil e R$ 90 milhões, terão taxa de juros de 1,20% e prazo de financiamento de até 42 meses, com carência de nove meses.
  • Os projetos de investimento, destinados a empresas paulistas com faturamento de R$  81 mil até R$ 300 milhões ao ano, poderão ser financiados em até 120 meses, incluídos 36 meses de carência, com taxa de juros a partir de 0,25% mais Selic.

Juro Zero Empreendedor

O Programa oferece crédito com juro zero para os microempreendedores individuais (MEI) paulistas que concluíram o programa Super MEI, do Sebrae-SP, e não possuem restrições cadastrais no CNPJ e no CPF.

O financiamento sem juros de R$ 1.000 a R$ 20.000 em até 36 meses e carência de até 6 meses (incluída no prazo total), é destinado à aquisição de produtos e serviços pretendidos para o exercício das atividades do microempreendedor, tais como: equipamentos, acessórios para veículos, veículos utilitários, motocicletas, ciclomotores, ferramentas para trabalho e capital de giro.

Crescimento de 3% em 2020

Para monitorar os impactos e as respostas que devem ser dadas para a crise, o governo estadual criará uma comissão econômica para cuidar da área de financiamento, do crescimento econômico e da produtividade.  

"É fundamental compensar qualquer queda em função de assuntos relacionados ao medo da doença, as faltas no trabalho ou ao cancelamento de eventos", disse Meirelles.

"É muito importante para o Governo se antecipar aos fatos. Já estamos em contato direto com países que estão enfrentando a doença", disse Meirelles. "Estamos absorvendo e tirando vantagem do que já aconteceu naqueles países".

A expectativa do PIB paulista para 2020 segue em 3%. "Estamos confiantes na economia de São Paulo e nas informações fundamentadas dos especialistas que a crise pode ser debelada em 60 dias", aposta o Governador Doria.

* Com informações da Agência Brasil, Desenvolve SP, Folha de S.Paulo

Veja também: