Donna Summer Musical estreou na Broadway em março de 2018, com sucesso de público e crítica.

A montagem em São Paulo tem a mesma escala de superprodução.

Além das três atrizes principais e do elenco com 23 atores e bailarinos, o espetáculo se desenvolve em um cenário de 260m² e 13 toneladas.

Para recriar as muitas fases da vida da cantora, o elenco usa mais de 50 perucas e cerca de 200 diferentes peças de figurino.

Com texto original de Colman Domingo, Robert Cary & Des McAnuff e músicas de Donna Summer, Giorgio Moroder & Paul Jabara, o musical retrata a vida eletrizante da cantora, seus amores tempestuosos e sucessos planetários que a fizeram uma das mais importantes personalidades da história da música mundial, mostrando três fases de sua trajetória: Jovem Donna, na juventude, Disco Donna no auge do sucesso e Diva Donna, nos seus 50 anos e ainda no topo de sua carreira.

Na trilha sonora do espetáculo estão sucessos consagrados da cantora, como I Feel Love, Love to Love You Baby, MacArthur Park, On the Radio, Bad Girls, She Works Hard for the Money, Hot Stuff e Last Dance, entre outras.

Elenco

Karin Hils - Diva Donna
Jeniffer Nascimento - Disco Donna
Amanda Souza – Jovem Donna
Lucas Nunes – Bruce Sudano
Marcel Octavio – Neil Bogart
Rafael Machado – Andrew Gaines
Thalita Pertuzatti - Mary Gaines
Gustavo Mazzei – Brian Edwards
Daniel Caldini – Giorgio Moroder
Renato Bellini – Pete Bellote
Tiss Garcia – Joyce Bogart
Joyce Cosmo – Ensemble
Leilane Teles – Ensemble
Mariana Saraiva – Ensemble
Débora Polistchuck – Ensemble
Mariana Gomes – Ensemble
Vanessa Mello - Ensemble
Leticia Nascimento - Ensemble
Rafael Leal – Ensemble
Tiago Dias - Ensemble
Davi Tostes – Ensemble
Andrezza Medeiros – Swing feminimo
Ágata Matos – Swing feminino
Gabriel Conrad – Swing Masculino
Charles Damasio- Swing Masculino

Donna Summer

LaDonna Adrian Gaines nasceu em Boston em dezembro de 1948. Aos 10 anos cantou pela primeira vez em público, num coral de igreja, impressionando a todos que a ouviram. Aos 19 anos, mudou-se para a Alemanha, e lá participou da montagem do musical Hair. Em 74 se casou com o ator austríaco Helmuth Sommer, e mesmo depois do divórcio, mantém seu sobrenome, mudando a ortografia para Summer.

Neste mesmo ano, acontece um encontro que mudaria a vida da cantora: ela assina contrato de gravação com os produtores e compositores Giorgio Moroder e Pete Bellotte. Depois de lançarem uma série de sucessos na Europa, Donna, Giorgio e Pete escrevem Love to Love You Baby, que é seu primeiro sucesso americano. Em 1978 Donna grava Last Dance, escrito por Paul Jabar, e eles ganham o Oscar. Alguns anos depois, Paul escreve outro dos maiores sucessos de Donna, No More Tears (Enough Is Enough), gravada em dueto com Barbra Streisand.

Em 1977, Donna lança o single I Feel Love, um grande sucesso, que para muitos é a invenção da dance music eletrônica. Donna aliás era versátil em vários gêneros. Embora ela seja conhecida como a rainha da pista de dança, seus hits incluem rock (Hot Stuff), pop (MacArthur Park), new age (The Wanderer), funk (Love is in Control), R&B (Heaven Knows), entre outros.

Muitas das músicas de Donna são inspiradas por pessoas que ela conhecia. Bad Girls, seu hit número um mais antigo, é criado depois que uma das assistentes de Donna é assediada por um policial que a confunde com um andarilho de rua. Donna é uma das autoras da música, transformada em um hino rebelde. She Works Hard for the Money, outro de seus grandes sucessos, surgiu depois de seu encontro com Onetta Johnson, uma atendente de restaurante de Los Angeles, e foi o primeiro vídeo de uma mulher negra a ser reproduzido em grande rotação na MTV.

Em 1980, os Grammys deram prêmios nas categorias de Rock pela primeira vez. Hot Stuff ganhou o prêmio de Melhor Performance Vocal Feminina do Rock, fazendo dela a primeira mulher a ganhar um Grammy no campo do Rock. Donna foi indicada a 18 prêmios Grammy e ganhou cinco, em quatro gêneros diferentes: rock, dance, R&B e Inspirational. Em 1989, depois de anos escrevendo canções e desenhando suas próprias roupas, Donna começa a exibir suas pinturas em galerias em todo o país, sendo apontada como uma artista visual notável. Em 1992 ganha uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood.

Donna faleceu em 17 de maio de 2012 e, em 2013, foi finalmente introduzida no Hall da Fama do Rock and Roll. Em 2012, a Biblioteca do Congresso adicionou I Feel Love ao Registro Nacional de Gravação, sinalizando sua posição como uma obra de arte historicamente importante.

Auditório Ibirapuera
Donna Summer Musical
Classificação etária: 12 anos
Temporada: 8 de abril a 19 de junho de 2022
Sessões: sextas-feiras, 16h e 21h; sábados, 17h e 20h; domingos, 16h e 19h
(não haverá sessões nos dias 29 e 30 de abril e 1º de maio)
Duração: 1 hora e 40 minutos, sem intervalo
Endereço: Parque Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral s/n, Portão 2, São Paulo/SP
Bilheteria: sextas, 14h as 22h; sábados, 13h as 21h; domingos, 12h as 20h
Preços (sem taxa de serviço):
Plateia Premium: R$ 75 (vespertino); R$ 240 (noturno) | R$ 37,50; R$ 120 (meia-entrada)
Plateia VIP: R$ 75 (vespertino);R$ 240 (noturno) | R$ 37,50; R$ 100