A quantidade de leite coletado também teve um aumento significativo.  Em 2018, foram 54 mil litros, 17% a mais que em 2015, quando a coleta  totalizou 46 mil litros de leite.

Como parte das atividades da rede, nesta quarta-feira (31), a  Secretaria de Estado de Saúde realizou evento para abrir a Semana  Mundial de Amamentação. Houve palestras e rodas de conversa destinadas  para todos os públicos, especialmente mães que estão nesta fase.

“O ‘Agosto Dourado’ é um mês muito especial para relembrar a todos a  importância da amamentação e, principalmente, conscientizar sobre o  papel da doação de leite humano”, afirma a coordenadora do Banco de  Leite Humano do Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros, Andrea  Spinola.

“A doação conta muito, em qualquer quantidade, pois contribui  principalmente para a saúde dos recém-nascidos internados em unidade  neonatal. Além disso, doar também faz bem para as mães, uma vez que o  leite parado nas mamas pode trazer complicações para a mulher, como  empedramento as consequentes dores”, complementa.

Orientações sobre a doação e serviços de Banco de Leite e Postos de Coleta podem ser consultadas em: www.rblh.fiocruz.br.