Policiais e a equipe do Disneyland Shanghai isolaram todo o complexo de diversão, enquanto centenas de profissionais de saúde foram despachados para o parque em trajes completos de proteção de risco biológico.

A empresa emitiu orientações em sua conta em rede social chinesa:

Todos os turistas que estão no parque precisam se submeter a testes de ácido nucleico na saída e seguir os requisitos do CDC para um teste de ácido nucleico após 24 horas. Depois que os dois testes de ácido nucleico forem negativos, faça de forma independente um monitoramento de saúde pelos próximos 12 dias.

Segundo a imprensa local, as autoridades fecharam a linha de metrô que conecta o complexo de diversões às áreas metropolitanas vizinhas e providenciaram que 220 ônibus levassem os frequentadores do parque para casa para auto-isolamento.

Após 33.000 testes, nenhum dos visitantes testou positivo. A medida severa levantou a questão se a paralisação foi mais política do que sanitária.

O parque continuará fechado nesta segunda-feira (1) e na terça-feira. Não há informações de quando será reaberto.

A Disney possui cerca de 43% do Disneyland Shanghai  e oferecerá reembolso para ingressos vendidos entre 31 de outubro e 2 de novembro.

Atualização 02/11/2021

A empresa anunciou nesta terça-feira (2) que Disneyland e Disneytown retomarão as operações na quarta-feira (3), com Disneyland operando das 10:00 às 19:00, e Disneytown operando das 10:00 às 21:00.

Um comunicado do parque disse que todos os membros do elenco e funcionários terceirizados completaram dois testes de ácido nucleico em 48 horas e que todos os resultados deram negativos. O próprio parque também foi testado para detectar o vírus e todas as amostras deram negativo.

Todas as 33.863 pessoas que estavam no parque no domingo (31) foram testadas após uma mulher que visitou o complexo no sábado testou positivo, ou tinha entrado em contato com alguém infectado, de acordo com relatórios conflitantes.

Veja também: