Os quatro hospitais de campanha serão montados em estádios esportivos e centros de exposições. Cerca de 1.000 trabalhadores participarão da construção, informou a comissão municipal de habitação e desenvolvimento urbano-rural.

Todos os trabalhadores viverão nos locais durante a construção e receberão testes de ácido nucleico regularmente.

Espera-se que os hospitais temporários recebam e tratem casos leves de covid-19 e portadores assintomáticos do vírus SARS-CoV-2, informou a comissão de saúde.

Atualização 11/04/2022

A Xinhua informou nesta segunda-feira (11), que a cidade de Xangai está convertendo o Centro Nacional de Exposições e Convenções em um hospital de campanha.

Algumas áreas do hospital improvisado foram colocadas em uso em 9 de abril para ajudar na luta da cidade de 26 milhões de habitantes contra a covid-19.

O hospital abrange cerca de 600.000 metros quadrados com capacidade para 50.000 leitos.

Foto tirada em 11 de abril de 2022 mostra uma visão do hospital improvisado convertido do Centro Nacional de Exposições e Convenções em Xangai, no leste da China. Foto: © Ding Ting/Xinhua
Foto tirada em 11 de abril de 2022 mostra uma visão do hospital improvisado convertido do Centro Nacional de Exposições e Convenções em Xangai, no leste da China. Foto: © Ding Ting/Xinhua

A partir da noite de 3 de abril, a empresa de design e construtoras realizaram a construção simultânea em oito locais do centro de exposições.

O hospital é composto principalmente por áreas de convivência independentes para médicos e pacientes, bem como zonas tampão com dois canais separados para evitar o risco de infecção cruzada.

Banheiros independentes e chuveiros, juntamente com um sistema de esgoto foram implantados no hospital, onde as águas residuais domésticas não seriam liberadas a menos que passassem por repetidas desinfecções. Um sistema de ventilação também foi instalado para garantir a circulação de ar limpo.

Para ajudar a conter o recente ressurgimento do vírus SARS-CoV-2 em Xangai, a cidade construiu mais de 100 hospitais improvisados com mais de 160.000 leitos para tratar pacientes com covid-19.
Foto: © Ding Ting/Xinhua
Foto: © Ding Ting/Xinhua

* Com informações da Xinhua

Leitura recomendada:

Veja também: