Em março, a carteira financiada pela poupança respondia por 40% do estoque de crédito imobiliário concedido pela Caixa Econômica Federal (CEF), que era de R$ 570,5 bilhões.

Nesta terça-feira (31), a instituição financeira anunciou que atingiu o marco de R$ 400 bilhões em financiamentos imobiliários realizados desde 2019.

Este ano, a Caixa vem fazendo movimentos contracíclicos para estimular o setor, de forte participação no PIB. Além de reduzir taxas para a aquisição de imóveis, o banco reformulou o Plano Empresário, linha de crédito direcionada à produção de empreendimentos imobiliários, que passou a valer a partir do dia 18 de maio.

Ainda no pacote de estímulos ao setor imobiliário, a Caixa anunciou que as construtoras passarão a contar com quatro opções de indexadores nos contratos de financiamento: Taxa Referencial, Poupança, IPCA e CDI.

Veja também: