Atualização 13/04: Um total de 108 novos casos de coronavírus foram registrados no domingo (12), contra 99 no dia anterior, marcando o maior número de casos desde que 143 casos foram notificados em 6 de março.

A província de Hubei, epicentro da pandemia, foi responsável por quase metade dos novos casos assintomáticos, informou a autoridade provincial de saúde.

A capital de Hubei, Wuhan, permanece em confinamento total. Não há tráfego nas ruas. Embora as restrições de circulação tenham retardado a propagação do vírus SARS-CoV-2, não conseguiram contê-lo, com o número de infectados crescendo a cada dia.

No domingo, a província registrou uma nova morte em Wuhan.

Segundo a agência estatal chinesa de notícias Xinhua, as autoridades de Wuhan revogaram a condição "livre de epidemia" de 45 conjuntos habitacionais da cidade devido ao surgimento de casos assintomáticos e por "motivos não especificados".

A condição “livre de epidemia” permite que as pessoas saiam de casa por duas horas, uma por vez.

Os moradores de conjuntos habitacionais de Wuhan estão proibidos de sair de casa desde 23 de janeiro. As compras de mantimentos e medicamentos são realizadas por comitês de bairro.

Saiba mais: Cidade de Wuhan, epicentro do surto, continua isolada

A China começou a relatar o número de casos assintomáticos apenas na semana passada e já contabiliza 705 pessoas sob observação médica.

Guangzhou, Shenzhen e Jieyang

A comissão de saúde da provincia de Guangdong elevou o nível de risco para distritos em Guangzhou, Shenzhen e Jieyang de baixo para médio no final do domingo.

* Com informações da Xinhua, The Asahi Shimbun

Veja também: