O governo da Província de Buenos Aires estendeu o prazo para os credores decidirem sobre seu pedido de adiar o pagamento até maio.

O prazo originalmente se encerrava no início da tarde da quarta-feira (22).

Os credores têm agora até o início da manhã de 31 de janeiro para aceitar o plano da província de adiar um pagamento principal de US$ 250 milhões.

O prazo está dentro do período de carência de 10 dias que a província possui a partir da data de vencimento do pagamento, em 26 de janeiro, antes de ser considerado inadimplente (default).

Para o plano ser aprovado é necessária a concordância dos credores de pelo menos 75% do principal.

O ministro da Fazenda e Finanças de Buenos Aires, Pablo López, disse que continuará conversando com investidores institucionais.

"Até esta data temos recebido o apoio de um número significativo de detentores de títulos e continuamos o diálogo com os investidores institucionais, cuja participação vai permitir chegar ao resultado buscado", disse o ministro.

“Esta prorrogação se dá diante do atual diálogo construtivo que a província vem mantendo com seus credores, para que a compreensão das circunstâncias de emergência social, econômica, produtiva e energética existentes, e a vontade de dar tratamento equitativo aos credores como um todo, permitam aos detentores dos títulos aceitar oportunamente a proposta realizada no último dia 14 de janeiro”, disse o governo de Buenos Aires em nota.

* Com informações do Buenos Aires Times e Bloomberg

Veja também: