Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (27), 1.459.099 trabalhadores com carteira assinada foram demitidos em abril e 598.596 foram admitidos, resultando na redução de 860.503 postos de trabalho no País.

Em janeiro e fevereiro, tinham sido criadas 338 mil vagas, 50% a mais do que o registrado nos dois primeiros meses de 2019.

Em abril, a modalidade de trabalho parcial perdeu 9.148 vagas, com 4.881 admissões e 14.029 demissões. No mesmo período, o trabalho intermitente  perdeu 2.375 vagas, com 7.291 admissões e 9.666 demissões.

No primeiro quadrimestre de 2020, apenas o setor agropecuário registrou saldo positivo de empregos formais (+10.032). Comércio (-342.748), Serviços (-280.716), Indústria (-127.886) e Construção Civil (-21.837) responderam pelo maior número de vagas fechadas.

O número de brasileiros com contrato de trabalho CLT caiu para 38 milhões.

Contudo, o colapso econômico gerado pelos decretos de governadores e prefeitos, suspendendo ou impondo restrições à atividades econômicas e circulação de pessoas, já afeta um em cada quatro trabalhadores com carteira assinada.

Em março e abril, 8,1 milhões de empregados tiveram o contrato suspenso ou redução de salário e jornada, em acordos de trabalho previstos na Medida Provisória 936/2020, que criou o Programa Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda. Os trabalhadores afetados recebem uma compensação paga pelo governo em valor proporcional ao que teria direito de seguro-desemprego.

Dados do Ministério da Economia, mostram que foram suspensos 4,4 milhões de contratos CLT, e foi reduzida a jornada e salário em 25% para 1,1 milhão de trabalhadores, em 50% para 1,4 milhão, e em 70% para 1 milhão. Também são contabilizados 167 mil trabalhadores intermitentes, que perderam oportunidades de trabalho durante a crise e têm direito de requerer o auxílio mensal de R$ 600.

O banco Goldman Sachs prevê que o declínio de empregos com carteira assinada deve continuar pelos próximos meses.

Leitura recomendada:

Veja também: