Na manhã desta quarta-feira, o Presidente foi internado no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, após sentir dores abdominais na madrugada.

O cirurgião gástrico Antonio Luiz Macedo, que acompanha a saúde de Bolsonaro desde 2018, foi chamado a Brasília e deve ficar responsável pela avaliação do quadro após a transferência para São Paulo.

Bolsonaro na manhã desta quarta-feira no HFA. Foto: Reprodução/rede social
Bolsonaro na manhã desta quarta-feira no HFA. Foto: Reprodução/rede social 

"Após exames realizados no HFA, em Brasília, o Dr. Macedo, médico responsável pelas cirurgias no abdômen do Presidente da República, decorrentes do atentado a faca ocorrido em 2018, constatou uma obstrução intestinal e resolveu levá-lo para São Paulo onde fará exames complementares para definição da necessidade, ou não, de uma cirurgia de emergência", diz a nota do Ministério das Comunicações.

Por volta de 16:30, Bolsonaro foi levado de ambulância para a Base Aérea de Brasília, onde um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou às 17h30 com destino ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com o Presidente a bordo.

Em decorrência da facada de 2018, Bolsonaro já passou por quatro cirurgias.

Em abril deste ano, o Presidente disse que poderia passar por uma nova cirurgia em razão do atentado durante a campanha eleitoral.

Bolsonaro chegou a brincar sobre a necessidade de uma nova operação.

"Eu estou ficando meio barrigudo, acho que vai ser lipoaspiração. Pega mal, também, fazer lipo, botox, né? Mas talvez esse ano mais umazinha, mas é tranquila. Hérnia.  Eu tenho uma tela aqui na frente, tá saindo o bucho pelo lado, então tem que botar uma tela do lado", disse a apoiadores.

Atualização

Segundo o Senador Flávio Bolsonaro, no início da manhã Bolsonaro estava com dificuldade para respirar e foi monitorado para evitar a aspiração de líquido que subia do estômago. As declarações foram feitas à rádio Jovem Pan.

Flávio disse ainda que de sábado (9) para domingo o Presidente ficou internado devido aos soluços recorrentes. No final de semana, Bolsonaro esteve no Rio Grande do Sul, onde fez uma motociata ao lado de apoiadores em Porto Alegre.

Atualização

O boletim médico divulgado na noite desta quarta-feira informa que o "Presidente permanecerá internado inicialmente em tratamento clínico conservador".

"O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, foi transferido na noite desta quarta-feira para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após passar por uma avaliação no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e ser diagnosticado com um quadro de suboclusão intestinal. Após avaliações clínica, laboratoriais e de imagem realizadas, o Presidente permanecerá internado inicialmente em tratamento clínico conservador", diz o boletim, assinado pelos médicos Antônio Luiz Macedo (cirurgião-chefe), Ricardo Camarinha (cardiologista do presidente), Leandro Echenique (clínico e cardiologista), Antônio Antonietto (diretor médico do hospital) e Pedro Henrique Loretti (diretor-geral do hospital).

Atualização 15/07

"O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, segue internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, mantendo evolução clínica satisfatória. Desta forma, foi retirada a sonda nasogástrica e planeja-se o início da alimentação para amanhã. O Presidente segue sem previsão de alta hospitalar", diz o novo boletim da equipe médica.

O Ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI), General Augusto Heleno, visitou o Presidente nesta quinta-feira (15).

"No dia de hoje, visitei o Presidente Bolsonaro, no Hospital Vila Nova Star, em SP. Ele passa bem, mas continuará a fazer alguns exames e avaliações. Sua recuperação tem sido acima do esperado, graças a Deus e às orações dos amigos e amigas", escreveu Heleno em rede social.

Atualização 16/07

O boletim médico divulgado no início da tarde desta sexta-feira (16) informa que o estado de saúde do Presidente continua melhorando, porém ainda sem previsão de alta.

"O Hospital Vila Nova Star informa que o Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, passa bem e permanece evoluindo satisfatoriamente, com a conduta médica inalterada. O Presidente segue sem previsão de alta hospitalar".

Bolsonaro postou foto caminhando nos corredores do hospital nesta sexta (16). Reprodução: rede social
Bolsonaro postou foto caminhando nos corredores do hospital nesta sexta (16). Reprodução/rede social

Atualização 18/07

O Presidente Jair Bolsonaro deixou na manhã deste domingo (18) o hospital Vila Nova Star e foi direto para o aeroporto, chegando em Brasília por volta de 12h20.

"Comecei a passar mal, depois de uma cirurgia de implante, e a origem disso é complicado. Alguns dias depois agravou a crise de soluço, fogo no estômago. A causa era obstrução intestinal, porque a aderência é comum para quem sofreu cirurgia, como eu sofri pela facada", disse Bolsonaro na saída do hospital.

No sábado (17), o médico cirurgião Antônio Macedo disse que o Presidente não apresentava mais suboclusão intestinal, estando em dieta cremosa.

Bolsonaro disse que estará na Presidência na segunda-feira (19).