Atualização 12/03 13:30 UTC - Os negócios na B3 foram suspensos às 10h22, quando o Ibovespa caía 11,7%, com o acionamento do chamado circuit breaker – a terceira interrupção da semana.
Atualização 12/03 14:15 UTC - Pela 4ª vez na semana, foi acionado o circuit breaker para interromper a grande volatilidade no mercado financeiro brasileiro. Às 11h04, as negociações foram novamente suspensas, com o Ibovespa caindo 15,4%.

O índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 6,4% no início das negociações, com as ações do setor de viagens e lazer desabando 9,3% após o Presidente Donald Trump anunciar a suspensão de todas as viagens da Europa para os Estados Unidos, por 30 dias, para conter a propagação do coronavírus.

As novas regras entrarão em vigor na sexta-feira (13) à noite. As medidas afetarão 26 países europeus que fazem parte do Espaço Schengen.

O Reino Unido e a Irlanda foram isentos das restrições, assim como os cidadãos americanos que passarem pela triagem de vírus.

"Essas restrições serão ajustadas de acordo com as condições", disse Trump, culpando a Europa por não tomar tempestivamente medidas adequadas para controlar a propagação do novo coronavírus.

Nesta quinta-feira, os investidores aguardam decisão de política monetária do Banco Central Europeu, que deverá anunciar medidas de estímulo para mitigar o impacto econômico da pandemia, que acumula 125.330 casos confirmados e 4.625 mortes em todo o mundo até esta manhã.

Petróleo

A Arábia Saudita está se comprometendo a fornecer às refinarias europeias até o triplo do volume habitual e oferecendo seu carro-chefe Arab Light em Rotterdam por cerca de US$ 25 / barril, um grande desconto no preço dos Urais da Rússia.

As refinarias europeias, incluindo a Royal Dutch Shell, BP, Total SA, OMV AG, Repsol SA e Cepsa SA, receberam alocações brutas da Saudi Aramco muito acima de seus níveis normais, entre 25% e 200%, dependendo da empresa.

O aumento da oferta colocou a Aramco acima de sua capacidade máxima sustentável de produção, sugerindo que a Arábia Saudita está utilizando seus estoques estratégicos para vender o máximo de petróleo o mais rápido possível.

No fim de semana, a Aramco fez seus maiores cortes em mais de três décadas para compradores do noroeste da Europa. Uma redução de US$ 8 por barril na maioria das vendas representa um desafio direto para a Rússia, que vende grande parte de seu principal carro-chefe na mesma região. A Aramco venderá o Arab Light com um desconto de US$ 10,25 por barril, sem precedentes para o Brent na Europa.

STOXX 600 - 12/03/2020 09:30 UTC. Fonte: © Investing.com
STOXX 600 - 12/03/2020 09:30 UTC. Fonte: © Investing.com
FTSE 100 - 12/03/2020 09:30 UTC. Fonte: © Investing.com
FTSE 100 - 12/03/2020 09:30 UTC. Fonte: © Investing.com
Nikkei 225 - 12/03/2020 09:30 UTC. Fonte: © Investing.com
Nikkei 225 - 12/03/2020 09:30 UTC. Fonte: © Investing.com
Petróleo WTI Futuro - 12/03/2020 09:30 UTC. Fonte: © Investing.com
Petróleo WTI Futuro - 12/03/2020 09:30 UTC. Fonte: © Investing.com

Maiores perdas

  • As ações da operadora de cinema britânica Cineworld cairam mais de 26% no início do pregão depois de avisar que poderá não cumprir seus acordos de dívida existentes se o impacto do coronavírus nos próximos meses atingir o pior cenário.
  • A Air France KLM liderou as perdas de companhias aéreas após o anúncio da proibição de viagens, caindo 15%, enquanto a IAG, controladora da Lufthansa, Tui e British Airways, caiu mais de 10%.
  • A Tullow Oil caiu 19%, uma vez que os preços do petróleo continuam a sofrer em meio a preocupações com a guerra de preços entre a OPEP e a Rússia, enquanto a fornecedora britânica de escritórios IWG (ex-Regus) caiu 16%.

* Com informações da CNBC, Investing.com

Veja também: