A São Paulo Transporte (SPTrans) vai mudar as regras para   utilização do Bilhete Único em São Paulo. Quem possui um cartão emitido   antes de 2014 com saldo do tipo comum superior a R$ 43, deve utilizar   os créditos excedentes até 30/09/2019 e continuar com o cartão   normalmente, respeitando sempre este valor limite. Quem tiver saldo de   Vale-transporte no cartão não precisa se preocupar, a regra vale apenas   para crédito do tipo comum.

A medida tem como objetivo  restringir o acesso de fraudadores ao  Bilhete Único e a comercialização  irregular de créditos e cartões,  prática criminosa que onera o sistema  municipal de transportes e o  cidadão paulistano.

Saiba mais:

O que é o Bilhete Único?

É  um cartão inteligente que armazena créditos eletrônicos para o   pagamento de tarifas no Serviço de Transporte Coletivo Público de   Passageiros na cidade de São Paulo, gerenciado pela SPTrans, e o  Sistema  Estadual de Transporte Público Metropolitano Metroferroviário  (Metrô e  CPTM).

Quais são as regras de utilização para créditos do tipo Comum?

-  Quatro embarques nos ônibus do Serviço de Transporte Coletivo  Público  de Passageiros na Cidade de São Paulo, com o pagamento de uma  passagem  de R$ 4,30;

- Quatro embarques em 3h, sendo um  embarque no Sistema  Estadual de Transporte Metropolitano  Metroferroviário, nas duas  primeiras horas e os demais embarques em  ônibus diferentes, do Serviço  de Transporte Coletivo Público de  Passageiros na Cidade de São Paulo,  com o pagamento de 1 tarifa  integrada vigente no valor de R$ 7,48;

- Quatro embarques, aos  domingos e feriados oficiais, pelo valor de  uma tarifa vigente, nos  veículos do Sistema de Transporte Coletivo  Público de Passageiros na  Cidade de São Paulo, realizados no mesmo dia,  no período máximo de 8  horas, desde que a última recarga realizada no  cartão tenha sido feita  com crédito eletrônico monetário para o perfil  de usuário Comum, no  valor mínimo de 4 (quatro) tarifas vigentes.

O que vai mudar?

A  partir de 01/10/2019, os bilhetes antigos (emitidos antes de 2014)  que  ainda estejam com saldo de créditos do tipo comum acima de R$ 43   deverão ser trocados por um novo bilhete personalizado. Veja se o seu   bilhete foi emitido antes de 2014. Até a data da troca definitiva, a   pessoa vai poder utilizar normalmente o bilhete e, se o saldo tiver  sido  reduzido para o limite de R$ 43, poderá continuar usando o bilhete  por  prazo indeterminado.

O que é o bilhete personalizado?

É  um bilhete novo, com os dados do usuário no cartão como o nome, CPF  e  nº do cartão. O bilhete será de uso pessoal e intransferível.

Como faço para adquirir um Bilhete Único personalizado?

O primeiro passo para ter o novo bilhete é realizar o cadastro via Internet, no site http://bilheteunico.sptrans.com.br/cadastro.aspx.

Quais são os documentos necessários para efetivar o cadastro online?

Para  efetuar o cadastro online, é necessário ter em mãos o RG, o CPF e  o  CEP residencial, além de uma foto digitalizada tamanho 3 x 4 com  fundo  neutro.

Como devo proceder após preencher o cadastro online?

Somente após o preenchimento do cadastro, sem pendências, o solicitante deverá se dirigir a um Posto de Atendimento.

Não tenho computador. Onde posso fazer o cadastro online do Bilhete Único?

O cadastro pode ser feito nos Postos do Poupatempo e nos Telecentros.

Onde encontro o Posto de Atendimento mais próximo?

A relação com os postos de atendimento da São Paulo Transporte (SPTrans) está disponível no site http://bilheteunico.sptrans.com.br/comumRecargaPostos.aspx.

Quais as vantagens do Bilhete Único personalizado?

O  Bilhete Único personalizado permite fazer recargas de créditos   eletrônicos monetários (com possibilidade de realizar até 4 embarques   para crédito comum e 2 embarques para crédito Vale-transporte em ônibus   diferentes em 3h, com o pagamento de 1 tarifa vigente).

Outra vantagem é a possibilidade de restituição dos créditos em casos de roubo, perda, furto, extravio, quebra ou falha técnica.

O Bilhete Único sem identificação tem limite de R$ 43. O personalizado também tem a mesma limitação?

Não. O bilhete personalizado pode ser carregado até R$ 350.

Os cartões antigos com créditos superiores a R$ 43 serão bloqueados?

Os  cartões possuem duas carteiras: uma para crédito comum e outra  para  crédito de Vale-transporte. O cartão não será bloqueado, mas a  carteira  de crédito comum desse cartão, sim. Portanto, se o usuário  possui  apenas crédito do tipo comum e o saldo estiver  acima de R$ 43 no  dia  1º de outubro, ele precisará trocar o cartão.

Poderei continuar utilizando o meu cartão antigo, sem identificação?

Sim.  Ele poderá ser utilizado, mas o saldo desses bilhetes na  carteira  comum não poderão ultrapassar R$ 43. Já o saldo de  Vale-transporte  continuará com os limites atuais.