A 7ª reunião ministerial da Parceria Econômica Global Abrangente (RCEP) ocorreu em Bangkok, Tailândia, em 8 de setembro
A 7ª reunião ministerial da Parceria Econômica Global Abrangente (RCEP) ocorreu em Bangkok, Tailândia, em 8 de setembro. Foto: Xinhua

O RCEP foi iniciado em novembro de 2012, com o objetivo de estabelecer  uma plataforma econômica entre os dez estados membros da ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático) e seus  seis parceiros, com foco no comércio de bens, serviços e investimentos.

A 7ª reunião ministerial da Parceria Econômica Global Abrangente (RCEP) ocorreu em Bangkok, Tailândia, no domingo (8).

A reunião entre os membros da ASEAN – Indonésia, Malásia, Filipinas, Cingapura, Tailândia, Brunei, Myanmar, Camboja, Laos e Vietnã –  e seus parceiros da Índia, Coréia do Sul, Japão, Nova Zelândia, Austrália e China, foi realizada à margem da 51ª Reunião de Ministros Econômicos da ASEAN.

Na reunião, os ministros apresentaram orientações e instruções para as delegações na próxima rodada de negociações.

Depois de 27 sessões formais, e muitas de meio termo, de negociações do  RCEP, os países chegaram a conclusões sobre os capítulos sobre Cooperação Econômica e Técnica, Pequenas e Médias Empresas, Procedimentos Aduaneiros e Facilitação do Comércio e Compras Governamentais, e diminuíram a distância em seus pontos de vista nos capítulos sobre Comércio de Bens, Medicamentos, Comércio de Serviços, Serviços Financeiros, Investimentos e Propriedade Intelectual.

Desde o início de 2019, os países e parceiros da ASEAN lançaram medidas  para enfrentar gargalos nas negociações, visando a finalização das  negociações do RCEP no final do ano, conforme exigido por seus líderes na 2ª cúpula do RCEP em Cingapura em 2018.

Com 600 milhões de pessoas e PIB de US$ 2,5 trilhões, as economias da ASEAN continuam sendo as mais jovens e de crescimento mais rápido do mundo.

A China mantém sua posição de maior parceiro comercial da ASEAN por dez anos consecutivos.

No primeiro semestre de 2019, a ASEAN  se tornou o segundo maior parceiro comercial da China, pela primeira vez, com o volume de comércio bilateral atingindo US$ 292 bilhões, um aumento de 4% em relação ao ano anterior.

O Primeiro-Ministro tailandês Prayut Chan-o-cha lembrou o sonho dos  membros fundadores da ASEAN, 52 anos atrás, de transformar o bloco em uma área de estabilidade política e desenvolvimento socioeconômico. Se nenhum esforço conjunto fosse feito na construção da Comunidade da ASEAN, não haveria um bloco tão forte, destacou o líder anfitrião.

O sucesso da ASEAN foi construído sobre comércio, paz e estabilidade e dedicação ao crescimento econômico, e não à política.

Vietnã

A ASEAN tornou-se um dos principais parceiros econômicos do Vietnã. A receita de exportação de 6 bilhões de dólares em 1996, quando o Vietnã ingressou na Área de Livre Comércio da ASEAN, atingiu 57 bilhões de dólares no ano passado, para um PIB de US$ 240 milhões.

Taxas de variação do PIB do Vietnã nos últimos 10 anos
Taxas de variação do PIB do Vietnã nos últimos 10 anos

* Com informações do Jornal do Exército do Povo (Vietnã), da VNA (Agência de Notícias do Vietnã), e do Ministério do Comércio da Indonésia.

Veja também: