Atualização 11/09 - Trump anuncia 'acordo de paz' entre Bahrain e Israel

Israel e Bahrain chegaram a um acordo histórico para normalizar totalmente suas relações, anunciou o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em rede social:

"O segundo país árabe a fazer a paz com Israel em 30 dias"

"Outro avanço histórico hoje!" Trump escreveu, acrescentando: "Nossos dois GRANDES amigos Israel e o Reino de Bahrain concordam com um Acordo de Paz"

O presidente americano também postou uma cópia de uma declaração conjunta dos três líderes - Trump, Netanyahu e o Rei do Bahrain, Hamad bin Isa bin Salman al-Khalifa.

"Este é um avanço histórico para promover a paz no Oriente Médio" que "aumentará a estabilidade, segurança e prosperidade na região", diz o comunicado.
Atualização 12/09 - Israel e Marrocos devem estabelecer voos diretos como o próximo passo nos esforços de normalização do Presidente Trump, informou o N12 no sábado (12).

Os dois países do Golfo concordaram na semana passada em permitir voos israelenses para os Emirados Árabes Unidos (UAE) após o anúncio do acordo de normalização entre Jerusalém e Abu Dhabi.

No entanto, Kushner disse que serão permitidos todos os voos israelense.

“Eles concordaram em abrir seus espaços aéreos não apenas para voos de Israel para os Emirados Árabes Unidos e de volta, mas para todas as viagens para o leste”, disse Kushner. “Isso poupará muito tempo às pessoas e derruba uma barreira erguida há 72 anos”.

Kushner acrescentou que os vôo israelenses terão que pedir autorização prévia das autoridades sauditas.

Atualmente, as companhias aéreas israelenses são forçadas a fazer um desvio de várias horas contornando o Golfo e o Irã em voos para o Extremo Oriente.

As companhias aéreas sauditas também se beneficiarão, com a autorização para voar sobre o espaço aéreo israelense, encurtando seus voos para a Europa.

O Bahrain, assim como a Arábia Saudita, não tem relações diplomáticas oficiais com Israel, mas a decisão marca um sinal de cooperação com o Estado judeu.

Em 31 de agosto, um jato israelense voou pela primeira vez sobre a Arábia Saudita. Transportava uma delegação EUA-Israel, liderada por Kushner, para formalizar em Abu Dhabi uma relação oficiosa de longa data com os Emirados.

O mesmo avião fez a viagem de volta, novamente usando o espaço aéreo saudita.

© USIP

Os Emirados Árabes Unidos e Israel devem assinar o acordo mediado pelos EUA, o primeiro de Israel com uma nação do Golfo e o terceiro com um Estado árabe, na Casa Branca em 15 de setembro.

Kushner, que também é genro do Presidente dos EUA, Donald Trump, disse que a cerimônia de assinatura da Casa Branca será um evento bipartidário.

“Vamos convidar Democratas e Republicanos para estar aqui”, disse Kushner. “O acordo foi elogiado por pessoas de ambos os lados e, felizmente, esta é uma questão que pode ficar fora da política”.

Autoridades americanas e israelenses acreditam que outros países árabes podem seguir o exemplo dos Emirados Árabes Unidos e normalizar relações com Israel.

* Com informações do The Times of Israel, Middle East Monitor, BBC

Veja também: