Dados informados pelos municípios paulistas  revelam que o Estado  de São Paulo já vacinou mais de 10 milhões de  pessoas contra a gripe.  Porém, é necessário que pelo menos 2,4 milhões  de pessoas compareçam  aos postos, para que a meta de vacinar 90% do  público-alvo seja  alcançada.

Ainda precisam se vacinar, no mínimo, 745  mil crianças  na faixa etária de 6 meses a 6 anos; 696 mil pessoas com  comorbidades,  314 mil trabalhadores de saúde das redes pública e  privada; 286 mil  idosos, 121,5 mil gestantes e 32 mil professores das  redes pública e  privada de ensino.

A partir de segunda-feira (3), seguindo a   orientação do Ministério da Saúde, a imunização estará disponível para   toda a população, enquanto houver doses nos postos. Por isso, é   importante que as pessoas que integram os grupos prioritários  compareçam  às unidades ainda nesta sexta-feira (31).

A campanha  foi iniciada em 10 de abril e,  desde então, foram imunizadas 2 milhões  de crianças (cobertura vacinal  de 65,6%), 1,8 milhão de pessoas com  comorbidades (65,3), 907,5 mil  profissionais de saúde (66,9%), 4  milhões de idosos (84,1%), 284,5 mil  gestantes (63,1%) e 337,9 mil  professores (82,1%). Apenas os grupos das  puérperas e dos indígenas  superaram a meta, com 69,2 mil (93,4%) e 6 mil  (100%) doses aplicadas,  respectivamente.

A Secretaria também faz um alerta especial  para  policiais, bombeiros e membros das forças armadas, grupos incluídos  na  campanha deste ano pelo Ministério da Saúde. A cobertura vacinal  entre  eles é de apenas 24,5%.

“É de extrema importância que todos os   grupos prioritários compareçam aos postos de saúde para imunização. A   vacinação evita complicações futuras como pneumonias”, afirma o   Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

“A vacina  não provoca gripe em quem tomar a  dose, pois é composta apenas de  fragmentos do vírus que causam a devida  proteção, mas são incapazes de  causar a doença”, complementa.

Segundo recomendação da OMS  (Organização  Mundial de Saúde), a vacina de 2019 irá prevenir a  população-alvo contra  o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e  B.

A vacina contra gripe é produzida pelo  Instituto Butantan,  unidade vinculada à Secretaria da Saúde, que neste  ano disponibilizou  64 milhões de doses ao Ministério da Saúde para a  realização da  campanha em todo o Brasil.